PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA e PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL

- A vida continua a existir depois da morte biológica. - Ninguém veio a esta vida humana por acaso e nem para passear. A Projeção da Consciência, também conhecida como viagem astral, projeção astral e desdobramento é relatada desde a antiguidade nas mais variadas culturas, por exemplo, as chamadas iniciações no período Antigo; o culto ao Kha do Antigo Egito e o homo duplex descrito pelo escritor francês Honoré de Balzac. A popularização da projeção consciente fez com que o fenómeno deixasse de ser misterioso, esotérico, oculto e inacessível, aos não-iniciados da Era do Obscurantismo para se tornar natural, esotérico, público e aceite como fisiológico e parafisiológico desde 1905. A abertura desse conhecimento foi intensificada a partir de 1950. Este fenómeno vem sendo relacionado com sonho, simbolismo psicológico, alucinação, desequilíbrio mental, etc. Entretanto, a projeção da consciência não é nenhum desses fenómenos ou estados alterados acima citados, nem tampouco um fenómeno patológico. A Projeção da Consciência/Experiência Fora do Corpo (PC/EFC) é a saída da consciência para fora do corpo humano, manifestando-se com outros corpos em dimensões não físicas. A experiência projetiva pode ser vivenciada por qualquer pessoa de forma voluntária ou involuntária. O estudo da projeção não é religião, credo ou dogma, representa o caminho para o autoconhecimento prioritário, pois podemos perceber e analisar com maior clareza os nossos atos, pensamentos e comportamentos. Quando a pessoa se vê lúcida fora do corpo, pode obter, por exemplo, informações a cerca de si mesma, da sua vida actual e também de vidas passadas. É comum escutarmos alguém relatar que não encontra um sentido para a sua vida; não sabe o que veio cá fazer; tem dúvidas sobre seus relacionamentos afetivos; sente que a profissão que escolheu não foi a melhor e, por vezes, é tomado por sentimentos de vazio interior, angústia e frustração em várias áreas da vida humana, afetiva, profissional e familiar. Pela Conscienciologia estudamos que ninguém veio a esta vida humana por acaso e nem para passear. Nascemos porque temos uma missão a ser executada, a essa missão de vida denominamos Programação Existencial (Proéxis). Veja a continuação do artigo na próxima página

Cada pessoa tem uma proéxis individual elaborada antes de nascer, a questão é que ao renascermos esquecemo-nos dessas informações. A vida humana acaba por nos envolver de tal maneira que vivemos tão somente para trabalhar, casar, ter filhos e envelhecer. E, é devido a essa falta de lucidez que, às vezes, as nossas decisões de vida não são assertivas e nos levam, com o tempo, ao encontro desses sentimentos de vazio existencial, como se nada fizesse realmente sentido na vida. É importante nesse momento de crise existencial, íntima, a pessoa aproveitar para fazer as mudanças necessárias, as reciclagens de vida, no sentido de retomar o que deixou para trás, ou seja, retomar sua programação de vida, pautada em escolhas mais lúcidas e maduras. Através da projeção da consciência lúcida a pessoa pode, dentre outros benefícios, buscar e adquirir informações sobre sua proéxis, rever e analisar suas escolhas, atitudes, comportamentos e os resultados que vem obtendo ao longo de sua vida. Ao regressar para o corpo físico munida dessas informações refletidas de maneira mais ampla, pode assim planear suas próximas ações, acertando o ponteiro da bússola rumo ao encontro do que realmente veio fazer nesta vida, a sua programação existencial. Uma única experiência projetiva, consciente, de boa qualidade, pode marcar profundamente e imprimir mudanças significativas na vida pessoal. Essa experiência lúcida fora do corpo é, portanto, um divisor de águas, pois ao perceber-se fora do corpo a pessoa admite, de modo incontestável, e autocomprobatório para si mesma que a morte não existe, e que a vida continua a existir depois da morte biológica. Essa constatação é reveladora e pode representar uma reforma intraconsciencial ou iluminação íntima. Veja a continuação do artigo na próxima página

Ninguém precisa conhecer profundamente um fenómeno para experimentá-lo: pode vivenciá-lo de modo inconsciente ou semiconsciente, por isso, muitas pessoas vivenciam a projeção mesmo ignorando a existência dela, a existência de outros veículos (corpos) de manifestação da consciência ou a existência de outras dimensões. Essa falta de conhecimento sobre o assunto leva muitas pessoas a confundirem a projeção com o sonho, por exemplo. Uma pessoa sonha em média 25% do tempo em que está dormindo. Pesquisas recentes apresentam a hipótese de que os sonhos desmancham as redes neuroniais indesejáveis, evitando sobrecargas que reduzem a eficiência do cérebro. Podemos aproveitar essas horas em que estamos dormindo e, ao invés, de somente sonhar buscar obter a experiência lúcida fora de corpo físico aproveitando qualitativamente esse tempo. Existem inúmeras diferenças entre sonho e projeção, abaixo segue cinco (05) dessas diferenças básicas: Veja na próxima página a continuação do artigo.

1 - No sonho não há sensações de saída do organismo humano. Na projeção de consciência lúcida, a pessoa vivencia a descolagem para fora do corpo. 2 - No sonho há muitas imagens oníricas, algumas vezes com enredos fantasiosos. Na projeção, a consciência projetada dirige os seus próprios atos, dispõe de capacidade decisória, atua igualmente como se estivesse na vigília física ordinária. 3 - No sonho, o sonhador não recorda e nem se conscientiza do estado da vigília física ordinária. Na projeção, o projetor conserva suas lembranças do estado da vigília física.   4 - No sonho não será possível executar uma ação, num local escolhido antes de dormir. A projeção consciente torna possível, a resolução, tomada antes de se adormecer. 5 - No sonho, o sonhador, na maioria das vezes, não conserva a lembrança de imagens em uma seqüência correta e lógica. Na projeção, o projetor, pode rememorar na íntegra toda a experiência extracorpórea, às vezes, nem precisa rememorar porque não perde a consciência durante toda a experiência. 6 - Além da projeção ser confundida com outros estados alterados, tal como sonho, outro aspecto que pode dificultar essa experiência é a condição do medo da projeção, a Projeciofobia. O medo do “desconhecido” pode provocar bloqueio das percepções e parapercepções, a pessoa fica trancada dentro dela mesma, impossibilitada por si própria de vivenciar tais experiências. Portanto, a superação desse medo é importante para abrir os caminhos das experiências fora do corpo. Veja na próxima página a continuação do artigo.

A Projeciologia é a ciência que estuda as projeções da consciência para fora do corpo físico, ou seja, as ações da consciência (ego, self ou personalidade humana) em dimensões não físicas, livre do restringimento do corpo biológico. A ciência Projeciologia também investiga outros fenômenos projeciológicos, tais como: bilocação, clarividência, experiência de quase-morte (EQM), intuição, precognição, retrocognição, telepatia, entre outros. O termo projeciologia vem do Latim, projectio, projeção e do Grego, logos, tratado. A Academia Internacional da Consciência (IAC – International Academy of Consciousness) tem como objetivo estudar a complexidade da consciência, clarificar e desmistificar os fenómenos projeciológicos, parapsíquicos, tal como a Projeção da Consciência, e a natureza da vida multidimensional, através de seus cursos regulares ensina aos alunos técnicas para facilitar a projeção consciente que possibilitam ao aluno desenvolver-se de maneira autónoma, através de sua própria vontade, trazendo benefícios para a sua qualidade de vida, bem como ajudar a clarear e entender melhor o sentido da sua actual existência. por: Lissia Pinheiro REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 1 - Vieira, Waldo, Projeciologia: panorama das experiências da consciência fora do corpo humano; 5º edição; Rio de Janeiro, RJ; Brasil; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia; 2002; páginas 57, 107 e 217. 2 - Vieira, Waldo; Manual da Proéxis: Programação Existencial; Rio de Janeiro, RJ; Brasil; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia; 1997. VEJA NO SAPO ZEN ENTREVISTAS SOBRE: Consciênciologia e Projeciologia   Lissia Pinheiro, Graduada em Psicologia, actuou 9 anos em grandes multinacionais na área de recursos humanos, treinamento e desenvolvimento de pessoas. Atua em psicologia clínica há 4 anos no tratamento de pacientes com Transtorno de Pânico, Transtorno de Ansiedade e de Depressão, TAB e Drogaditos. Atuou em terapia de grupo com bancários portadores de LER/DORT. É voluntária da IAC – Lisboa. Professora e pesquisadora em Conscienciologia desde 1997. Tem artigos publicados no JC – Journal of Constientiology. Seu curso sobre o tema Decisões Críticas já foi apresentado em diversas cidades no Brasil. IAC – Contactos e informações: www.iacworld.org   Coordenação de Conteúdos: Heloisa Miranda email: sapozen@sapo.pt Veja o programa SAPO Zen: zen.sapo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.