A diferença entre uma vida maravilhosa e uma vida miserável não está no dinheiro que ganhamos, na saúde que temos ou sequer na capacidade de atingirmos todos os nossos desejos.

Pessoas com pouco dinheiro, doentes e/ou relativamente humildes mostram-nos que é possível viver com o coração em paz e cheio de amor. Da mesma maneira, pessoas saudáveis, relativamente ricas e empreendedoras mostram-nos que o sucesso material não conseguiu evitar a mais negra depressão e solidão interna.

O poder não vem então de fora, pois como vimos, de muito e de pouco, conforme as áreas de vida, todos temos um pouco.

O grande anseio do ser humano é o da visão sagrada, iluminada e inteligente da vida. O que o ser humano mais deseja é render-se à ideia de que não há nada para controlar, que tudo é como tem de ser. Que vivemos num espaço sagrado, regido por leis universais, que conspiram invisivelmente para a nossa evolução e equilíbrio interior. Que o que chega a nós é sagrado, inteligentemente magnetizado e traz como proposta a nossa aceitação e libertação.

O estado de vida maravilhoso pelo qual ansiamos é então a rendição à vida tal como ela é. Não rendição como submissão ou passividade, mas como aceitação de que a única coisa a mudar está dentro de nós. Que o caos que vemos fora é afinal uma maravilhosa ordem vista apenas com os olhos da alma. A riqueza da vida não está no tesouro, mas nas lentes que reconhecem tesouros em tudo e em todos. Logo não há nada mais importante do que sermos capazes de ajustar as nossas lentes.

Olha então de novo para a mesma realidade e considera que um dia terás a capacidade de ver que por traz de tudo e de todos se escondem maravilhosos tesouros que se revelam nas nossas vidas das mais variadas maneiras tais como sabedoria, amor, consciência, liberdade, valorização pessoal, paz interior, alegria, justiça, equilíbrio e muitas outras.

- “Mas como posso eu ver o amor na violência, na fome, na injustiça do mundo?”, perguntas tu?
Aquilo que te parece injustiça, fome e violência é simplesmente a lei do karma em pleno funcionamento, trazendo as consequências de actos passados à vida de cada um. Porque age sobre o nosso espirito e não sobre a nossa personalidade, o que a nós chega é trazido de outras vidas e só com os olhos do espirito o poderemos entender.

- “Como podemos acabar com estes retornos tão dolorosos?”
Aceitando o que ainda precisa voltar. Rendermo-nos ao que um dia demos origem, acolher de mãos abertas e postura humilde o que vem em busca de entendimento e pacificação. Se continuarmos a lutar com a realidade ficamos presos a um eterno ping-pong.

- “Como posso ajudar a purificar estas energias velhas?”
Faz bom uso do teu livre arbítrio emanando apenas Amor. Reconhece que sempre tiveste o poder de escolher e que toda a escolha está sujeita às leis Universais. Logo tudo o que ainda chega a ti são energias às quais deste inicio e que agora retornam à fonte. Mas nada te impede de começar já hoje a emanar o que mais anseias um dia receber, certo?

Bem hajas!
Vera Luz
Sobre a autora:
Vera Luz, Autora e Terapeuta de Regressão e Orientação Espiritual:
Dou consultas de Regressão à Vida Passada, Criança Interior e Eu Superior.
Sou facilitadora do Workshop “Do Drama para o Dharma”, baseado no meu primeiro livro, onde nos propomos, através de vários exercícios e meditações, a um maior autoconhecimento e consciência de quem somos, donde viemos e o que andamos cá a fazer.
Há mais de 10 anos que o meu trabalho e compromisso é relembrar a cada um o propósito por trás dos eventos da nossa vida, trazer a Verdade ao de cima, ajudar cada um a sentir o lado sagrado da vida.
E mais importante ainda é lembrar sempre que:
"A mudança que tanto desejamos, tem que começar dentro de nós..."
Sou autora dos livros;
- “Regressão a vidas passadas”
- "Do Drama para o Dharma”
- "A cabeça pergunta a Alma responde”
- “Acorda o Teu Poder Interior”
Para marcações, consultas e inscrições:
967 988 990 - 910 832 261

veraluz@veraluz.pt

www.veraluz.pt
www.facebook.com/veraluz.regressao

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.