Todas as semanas ouvimos notícias de acidentes nas estradas, na maior parte dos casos, por descuido dos condutores. Esta semana, uma figura mediática foi protagonista de um acidente gravíssimo que colocou em causa a sua vida, de uma forma irreversível: o cantor-actor Angélico Vieira.
Segundo dados do Correio da Manhã (28 – 6 -2011) este actor terá nascido a 31 de Dezembro de 1982 às 23h55 em Lisboa. Signo solar Capricórnio, com a Lua em Leão e o Ascendente no fim de Virgem – o que sugere uma personalidade exigente e ambiciosa, com uma certa necessidade de reconhecimento e de viver com intensidade.

O dia de nascimento correspondeu também a um eclipse total da Lua (cerca das 11h) em Caranguejo o que, neste caso, reforça as componentes pública e social (o eclipse bate na Casa 10) e um destino relativamente invulgar.

As grandes questões que se colocam são: (1) será que os astros poderiam “prever” algum tipo de evento tão dramático como o acidente que sucedeu e (2) em caso afirmativo, evitar que tivesse acontecido?

E isto faz renascer o velho debate: existe um destino pré-determinado ou livre arbítrio? E a resposta é: existem ambos – não temos liberdade total de escolha (por exemplo, pelo simples facto de estarmos condicionados a determinado corpo) nem pré-determinismo total (senão, não poderíamos escolher, por exemplo, onde jantar ou quando ir de férias).

Veja na próxima página a continuação do artigo..

No caso deste mapa em especial, são evidentes sinais de um caminho único, irreverente e diferente do que é mais normal na sociedade, pelo simples facto de o Sol e Marte estarem sem formar ângulos, com nenhum outro ponto ou astro do mapa. A esta particularidade, chama-se “astros sem aspectos”.

Os astros sem aspectos (ou ângulos) representam facetas muito “out of control” e independentes na nossa psique, e que têm alguma dificuldade em ser integradas no resto da vida. Normalmente, estes astros são completamente marginalizados e negados pelo indivíduo e, portanto, muito inconscientes – ou então assumem uma importância exacerbada.

Nesta situação, Marte está em Aquário na casa 5 o que revela uma tendência para o desporto, energia física e sexual fortes, bem como o desafio de diversão em grupo, de formas relativamente radicais.

O Sol está em Capricórnio na Casa 4 o que sugere também a importância da família, o respeito por certas tradições e a identificação com heranças paternas (materiais, biológicas ou psicológicas).

Em 2011, Angélico atingiu os 28 anos, correspondentes ao início da fase adulta da sua personalidade – regida precisamente pelos seus dois astros mais imprevisíveis e fora de controlo – o Sol e Marte. Em simultâneo, neste mês de Junho de 2011, Saturno estacionou em quadratura ao seu Sol (regente da vitalidade). Segundo outras técnicas de tempo, seria evidente uma mudança significativa do contexto de vida, de forma bastante transformativa e algo difícil nesta altura.

Veja na próxima página a continuação do artigo..

No entanto, ainda assim seria impossível astrologicamente prever com exactidão algo tão trágico – pela simples razão que, na Astrologia, o nível de consciência de cada indivíduo é uma variável que não se pode medir ou prever em absoluto – e que tem grande impacto nos eventos que atraímos e na forma como aprendemos com os mesmos.

Sem dúvida, os astros sem aspectos (e, em particular, o Sol) revelam personalidades únicas, por vezes, com destinos extraordinários e fins precoces – outro exemplo, é Bruce Lee, que nasceu também com o Sol sem ângulos.

Porém, a única coisa que se poderia ter advertido a uma personalidade deste tipo era para vigiar os excessos, afirmando a sua individualidade com maturidade, arranjando espaços especiais (como o teatro ou o desporto) para libertar esses planetas mais “radicais” e fogosos de formas relativamente saudáveis e com limites de segurança.

E ainda assim, poderia ter sido realmente uma escolha da sua Alma, ter seguido este caminho. Portanto, a todos os familiares de pessoas que já passaram por desafios deste calibre, e nos quais me incluo, uma mensagem de solidariedade e de esperança – existe vida e continuação para além do corpo.

João Medeiros nasceu em 1975. Teve uma formação de base matemática, licenciando-se em Economia pela Universidade Nova de Lisboa em 1998, com distinção. Foi bolseiro Erasmus na Suécia e em França.

Trabalhou de 1999 a 2003 no Instituto Nacional de Estatística, na área de rendimentos familiares e inclusão social. Paralelamente ao seu trabalho em investigação socio-económica dedicou-se ao estudo da Astrologia, Psicologia e Esoterismo durante vários anos.

Em 2003, após ter complementado os seus estudos na Academia de Estudos Astrológicos, dedicou-se a tempo inteiro à actividade astrológica, abrangendo a consultoria profissional e formação, tendo criado o seu curso de Astrologia e variadas oficinas temáticas.

Os seus estudos englobam em profundidade diversos ramos e abordagens desta disciplina, em particular, as Astrologias Psicológica, Medieval, Esotérica, Horária e Mundana. Em 2004, publicou o livro 'Oceano Ascendente - Ciclos Astrológicos de Portugal' (Editora Pergaminho), um trabalho inovador e multidisciplinar.

Em 2006, começou a leccionar Astrologia numa Universidade portuguesa - o Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (I.S.C.T.E) - com o seu curso independente. Em 2007 criou o CEIA, Centro de Estudos e Inovação em Astrologia. Em 2008, formou-se em Constelações Organizacionais. É formador certificado pelo IEFP.

Para além da Astrologia é praticante intensivo de Yoga, terapêuta certificado de Leitura de Alma, criador de um Tarot, terapêuta de Reiki, e praticante de Surf.

Actualmente a sua investigação principal centra-se na abordagem simbólica, astrológica e psicológica do ciclo de vida do ser humano, seguindo a linhagem de pensamento holístico do astro-filósofo Dane Rudhyar, sua principal referência nesta área.

O CEIA

O CEIA - Centro de Estudos e Inovação em Astrologia foi criado por João Medeiros, astrólogo português, em 21 de Março de 2007, no seguimento do seu trabalho nesta área privilegiada do conhecimento humano.

O CEIA pretende ser uma referência de qualidade nacional e internacional no que respeita às suas diversas actividades e serviços que abrangem a consultoria, investigação e educação em Astrologia.

- a divulgação é realizada através de artigos, seminários, eventos, palestras e livros com abordagens práticas, completas e inovadoras;

- a consultoria é dirigida a indivíduos de todos os quadrantes socio-culturais e também a organizações profissionais, como as empresas;

- a investigação segue uma orientação multidisciplinar e objectiva, integrando diversas áreas humanísticas e científicas;

- a educação compreende a Formação Dinâmica em Astrologia (Níveis 1 a 9) e oficinas independentes de integração pessoal.

O CEIA pretende participar activamente na reinterpretação da linguagem astrológica, validada por estudos de qualidade e envolvida numa profunda filosofia holística. Segue a linha ideológica de Dane Rudhyar (1895-1985), mentor da Astrologia Humanística e Psicológica.

O objectivo último do CEIA é o de contribuir para uma sociedade mais evoluída, saudável, inteligente, e que esteja integrada num conhecimento que potencie a criatividade plena de todos os agentes individuais e colectivos.

CONTACTOS:

CEIA - Centro de Estudos e Inovação em Astrologia
www.ceia-astrologia.com
e-mail: ceia.agenda@gmail.com
tel: 93 4519934

Coordenação de Conteúdos:
Heloisa Miranda
email: sapozen@sapo.pt
Veja o programa SAPO Zen: zen.sapo.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.