Uma empresa funerária chinesa encontrou uma forma original para embelezar cadáveres vítimas de acidentes, imprimindo partes do corpo em 3D para os reconstruir. A nova tecnologia está a ser usada para melhorar a aparência de pessoas que ficaram desfiguradas em incêndios e sinistros rodoviários ou apresentam sinais de mutilação. Nas últimas semanas, a procura deste novo serviço aumentou.

«É muito difícil para os familiars verem [os entes queridos com] rostos ou corpos incompletos nos serviços fúnebres e a maquilhagem nem sempre é suficiente para melhorar a sua aparência», justificou, em declarações ao jornal Shanghai Daily, Liu Fengming, um oficial do Centro de Serviços de Funerais e Internamentos do Departamento de Assuntos Civis de Xangai. O serviço tem um custo que oscila entre os 4. 000 yuans (cerca de 535 euros) e os 5.000 yuans (cerca de 662 euros).

Texto: Luis Batista Gonçalves

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.