As seguintes recomendações literárias estão disponíveis nas lojas FNAC e online.

Idiotas Úteis e Inúteis, Ricardo Araújo Pereira

Nada como uma boa gargalhada para fazer esquecer o frio. E o novo livro de Ricardo Araújo Pereira garante muitas e boas. Depois de Estar Vivo Aleija, o humorista aposta na compilação de crónicas escritas para o jornal brasileiro Folha de S. Paulo. Conte com mais de uma centena de textos humorísticos, que abordam temas tão bizarros como a higiene pessoal de James Bond ou a cirurgia cosmética facial de Rambo. Isto sem esquecer pensamentos sui generis de Araújo Pereira sobre a etiqueta respiratória durante a pandemia e as diferentes utilidades de pessoas espertas e idiotas.


1984: A Novela Gráfica, George Orwell e Fido Nesti

Uma das mais importantes distopias de todos os tempos acaba de ser adaptada a novela gráfica. A audácia tem a marca de Fido Nesti, ilustrador e cartoonista brasileiro que leu 1984 quando tinha apenas 13 anos. A imortal crítica de Orwell aos regimes autoritários e totalitaristas impressionou-o tanto que o levou a questionar cada vez mais o funcionamento das sociedades. Em capa dura e ilustrada a cores, esta é uma excelente desculpa para rever ou descobrir um dos grandes clássicos da literatura universal.


O Mapeador de Ausências, Mia Couto

Um poeta regressa à cidade da Beira, depois de muitos anos de ausência, para receber uma homenagem. Este é o ponto de partida do mais recente romance de Mia Couto, que o descreve como um tributo à terra natal, em Moçambique, onde se fez contador de histórias. Implicitamente autobiográfico, O Mapeador de Ausências transporta-nos pelas memórias de infância e juventude do protagonista, num tempo em que o país era ainda uma colónia portuguesa.


Uma Terra Prometida, Barack Obama

Dois anos após Becoming: A Minha História, de Michelle Obama, é a vez de o seu marido publicar uma autobiografia. No primeiro de dois livros de memórias, o ex-presidente dos Unidos recorda a infância e juventude e ainda o que o fez enveredar por uma carreira política. Uma Terra Prometida está disponível na versão portuguesa, bem como na original em inglês.


As 100 Melhores Crónicas, Miguel Esteves Cardoso

Valter Hugo Mãe qualifica-o, no prefácio, desta novidade editorial, como o primeiro influenciador em Portugal. Se ainda duvida, tem mesmo de ler esta compilação de textos escritos por Miguel Esteves Cardoso entre 1983 e 2019 em títulos como A Causa das Coisas, As Minhas Aventuras na República Portuguesa e No Passado e no Futuro Estamos Todos Mortos. As 100 Melhores Crónicas é um livro que vale a pena acompanhar pelas reedições de dois dos seus títulos mais populares: O Amor é Fodido e Como é Linda a Puta da Vida.


Mulheres da Minha Alma, Isabel Allende

A igualdade de género é o tema central do mais recente ensaio assinado por Isabel Allende. Em Mulheres da Minha Alma a autora recorda, por exemplo, a infância, durante a qual começou a revoltar-se contra o machismo a que a mãe e as empregadas de casa eram sujeitas. Deixe-se levar por estas memórias, que são o pretexto perfeito para uma reflexão sobre o mundo e o que acredita ser "o amor impaciente, a vida longa e as bruxas boas".


Insubmissos, Richard Zimler

Zimler escreveu este romance no final da década de 1980, durante o luto pelo irmão, vítima de SIDA. Publicou-o em inglês, em 1996, com o título Unholy Ghosts, mas deixou a versão portuguesa para depois, receando que o país ainda não estivesse preparado para uma discussão aberta sobre a homossexualidade. Insubmissos chega agora, por fim, aos escaparates, duas décadas depois, numa tradução pessoal e honesta desta história de um professor americano assombrado pela ameaça da SIDA, que decide mudar-se para Portugal.


Home Body, Rupi Kaur

Como não há duas sem três, a indiana que representou uma pedrada no charco da poesia regressa à escrita com aquilo a que chama uma carta de amor para si própria. Em Home Body, Kaur fala do que significa a casa, a saúde mental, a aceitação e claro está, o amor. Tal como aconteceu em Leite e Mel e O Sol e as Suas Flores, vários poemas deste novo livro incluem ilustrações suas.


Contra Mim, Valter Hugo Mãe

"Durante muito tempo achei que a minha vida não dava um livro". As palavras são de Valter Hugo Mãe, em entrevista à FNAC, a propósito de Contra Mim, a sua recente obra que vem provar precisamente o contrário. O autor acabou por perceber que "se torna mais importante do que esquecer" e o resultado foi um regresso à infância numa autodescoberta muito especial.


O Homem-Espelho, Lars Kepler

Joona Linna está de volta à ação, desta vez para encontrar o responsável pelo rapto e morte de uma jovem num parque infantil de Estocolmo. Eis o mote do mais recente thriller de Lars Kepler, pseudónimo de Alexandra Coelho Ahndoril e Alexander Ahndoril. E desengane-se que este é apenas mais um thriller – só para ter uma ideia, O Homem-Espelho vendeu mais de 100 mil exemplares numa única semana, na Suécia, o seu país de origem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.