Em antecipação à passagem de ano, a Escolha do Consumidor lança os resultados de um inquérito, no qual analisa as intenções dos portugueses para uma das noites de celebração mais aguardadas. Apesar da esmagadora maioria dos inquiridos (mais de 90%) celebrar a passagem de ano, 38% ficam na sua própria casa. Já 24% optam por ir para casa de amigos e 23% para casa de familiares. Este ano, apenas 1,35% menciona fazer a festa num hotel e também 1,35% num restaurante. Apenas 5,4% alugam casa.

Viajar para o estrangeiro é o plano de passagem de ano referido por 8% dos inquiridos, com 92% a ficarem em Portugal. 62% não vão passar nenhuma noite fora de casa, mas 21,5% conta estar fora uma noite, 7,6% planeia estar fora 2 a 3 noites e 6,3% entre 4 a 5 noites. Uma semana ou mais é o período de ausência indicado por 2,5% dos inquiridos. Para quem vai viajar, Barcelona, Marrocos e Havai estão entre os destinos mencionados.

Relativamente aos gastos, a maior parte dos consumidores (65%) planeia ser mais comedido na noite da passagem de ano e gastar, no máximo, até 100€. Cerca de 20% admite gastar entre 100€ a 200€ e 10% entre 200€ a 300€. Há ainda 3,8% dos consumidores que vão gastar mais de 500€ e apenas 1,3% vai gastar entre 400€ a 500€.

Num momento de celebrar o fecho de um ciclo e dar início a um novo ano cheio de possibilidades, a Escolha do Consumidor procurou saber quais as aspirações, expectativas e desejos para 2023, encontrando as mais variadas respostas. Muitas pessoas (19%) planeiam viajar mais, com o estilo de vida mais saudável a integrar também os planos de 17% que querem comer melhor e de 16% que esperam começar a fazer exercício. Arranjar ou mudar de trabalho está nos planos de 9%, com 6% a planear tirar um curso. A família está também nos planos de 5% que pretende ter filhos, 3,5% que quer encontrar um parceiro e de 2,6% que planeia casar-se. Comprar casa é também um desejo de 8% dos consumidores para 2023.

“Existem muitas expectativas em torno da passagem de ano, tanto ao nível das comemorações, como dos planos para um novo ciclo que começa, com portas abertas. Este ano vemos um consumidor mais comedido ao nível dos gastos e com planos de ficar maioritariamente em casa, com muito pouca gente a viajar ou a ir para hotéis. No entanto, percebe-se também uma grande vontade de voltar a viajar no próximo ano e até mesmo entrar num desafio imobiliário como a compra de casa. Apesar de ponderado, o consumidor continua a ter planos para o próximo que começa”, comenta José Borralho, CEO da Escolha do Consumidor.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.