A Too Good To Go convidou 14 artistas emergentes, oriundos dos países europeus onde a empresa está presente, para criar o projeto “Arte contra o desperdício alimentar”, uma iniciativa que desafiou os artistas a apresentar a sua interpretação do tema. O resultado é uma série de prints contemporâneos, de edição limitada, num projeto que nasce em celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente, a 5 de junho.

A lista de artistas envolvidos no projeto inclui o artista espanhol 72kilos, a ilustradora sediada em Paris Lorraine Sorlet, a dupla de criativos Supermercat da Dinamarca, entre outros de países como Itália (Elisa Macellari), Alemanha (Laura Breiling), Polónia (Hannah Cieślak), Suíça (La Mayo), Suécia (Maja Säfström); Áustria (Maria Kondratieva); Bélgica (Laura Janssens); Holanda (Seeyousioe); Noruega (dupla criativa Guttestreker) e Reino Unido (Rosa Kusabbi).

Em Portugal, a Too Good To Go conta com a colaboração do artista multidisciplinar Pedro Campiche, conhecido por Akacorleone, que apresenta o print “No waste. Just pleasure”.

Too Good To Go
O artista multidisciplinar português Akacorleone. créditos: Too Good To Go

Os prints estão à venda no site que a Too Good To Go desenvolveu para o efeito. Os prints da edição limitada custam 15 euros e os da edição ilimitada, 12,50 euros. O lucro das vendas reverte a favor do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), que trabalha no sentido de erradicar a fome e a insegurança alimentar em toda a Europa. O PMA recebeu também o Prémio Nobel da Paz em 2020.

Cada print de artista, de edição limitada, será também impresso em papel crush, feito de 15% de subprodutos agroindustriais em vez da mais habitual celulose de árvores. Este tipo de papel é feito com resíduos de frutas cítricas, uvas, cerejas, lavanda, milho, azeitonas, café, quivis, avelãs e amêndoas.

Too Good To Go
créditos: Too Good To Go

A Too Good To Go lançou recentemente uma outra iniciativa em Portugal, a “Observar, Cheirar, Provar”, que também se estende aos vários países onde a empresa está presente. Com este projeto a B Corp Too Good To Go pretende clarificar a informação sobre os diferentes prazos de validade, sensibilizar para o desperdício alimentar resultado dessa má interpretação e harmonizar políticas de consumo a nível internacional.

A Too Good To Go é uma empresa com que tem como missão o combate ao desperdício alimentar, motivando e incentivando a uma nova forma de consumo - mais consciente. Em 2016 esta missão materializou-se numa aplicação que permite a estabelecimentos (restaurantes, hotéis, supermercados, mercearias, pastelarias, produtores, entre outros) vender os seus excedentes alimentares, no final de cada turno, a potenciais clientes.

Atualmente, a Too Good To Go está presente em 15 países e conta com quase 40 milhões de utilizadores que já salvaram 76 milhões de refeições de estabelecimentos parceiros. Em Portugal a aplicação, que chegou ao mercado no final de outubro de 2019, já conta com quase 800  mil utilizadores e perto de 3 000 parceiros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.