Porém, e uma vez que ao longo da vida iremos ter diferentes necessidades financeiras. Numa dada altura vamos precisar de financiamento, noutras vamos precisar de aplicar as nossas poupanças. Por isso, devemos ter mais factores em conta para além da ausência das despesas de manutenção. Saiba neste artigo o que ter em conta antes de escolher o seu banco.

Bancos que oferecem isenção de pagamento das despesas de manutenção

Apesar de acreditarmos que este não deve ser o único factor a pesar na escolha do seu banco, também compreendemos que este seja um factor importante para si.

Se o que procura é um banco que lhe cobre o menor valor possível de custos, deve tentar apurar o seguinte:

  1. Custo de manutenção ou de gestão de conta: este custo varia se vai ou não domiciliar o vencimento na instituição;
  2. Quais as vantagens por domiciliar o vencimento. Quando domiciliamos o vencimento na instituição, por vezes temos vantagens associadas, que podem passar por reduções das comissões;
  3. Se faz muitas transferências bancárias, deve verificar qual é o custo das transferências bancárias;
  4. Deve verificar qual é o custo anual dos cartão de multibanco;

Se estiver especificamente à procura de bancos que não cobram comissões, pode recorrer - por exemplo - ao Banco BEST ou ao BiGOnline.

No Best, pode abrir conta a partir de €500 e não tem quaisquer saldos mínimos de manutenção ou equivalentes.

O BiGOnline, também oferece isenção das despesas de manutenção e óptimas remunerações das contas. O valor mínimo para abertura de conta é de €250.

Outra hipótese é o N26, um banco alemão moderno que opera em Portugal e no qual pode abrir conta a partir da aplicação em apenas 8 minutos. Uma das grandes vantagens de utilizar o N26 é não pagar comissões de manutenção da conta, pelo menos no plano mais básico, o N26, e no plano Business.

Poupança e Investimento

Se o que procura é um parceiro ao seu lado para ajudá-lo a poupar e a rentabilizar a poupança, deve ter em conta o seguinte de acordo com os seus objetivos:

  1. Comparar a taxa de juro líquida (TANL) dos depósitos a prazo, se o objetivo é fazer uma poupança com baixo risco;
  2. Comparar o custo da comissão de gestão de carteira de ações e o custo de aquisição, se o objetivo é poupar e investir a poupança no mercado de capitais, porque pretende correr alguns riscos para conseguir uma elevada rentabilidade a médio/longo prazo;
  3. Se pretende canalizar a poupança para fundo de investimento, deve procurar por bancos com uma boa carteira de fundos de investimentos:

o   Taxas de rentabilidade positiva

o   Baixos custos de gestão

o   De preferência sem custo de resgate

Por outro lado, se prefere poupar de forma passiva, isto é poupar em função do tipo de consumo, deve procurar bancos com soluções integradas, que lhe proporcionam uma poupança mensal em função da utilização que faz da conta ou dos cartões associados à conta. Tenha em atenção que por vezes o ganho pode ser inferior ao custo associado.

Crédito a pensar no futuro

Se está a abrir conta a pensar no futuro - constituir família, trocar de automóvel para outro mais recente e seguro, comprar a primeira habitação - então poderá precisar de recorrer a crédito. Nesse caso, tenha em conta o seguinte quando estiver em processo de escolha de um banco:

  1. Qual foi o spread médio praticado nos últimos 24 meses, assim consegue ter uma perceção do spread médio praticado pela instituição e ao mesmo tempo percebe se a tendência é reduzir ou aumentar;
  2. Qual foi a taxa de juro média praticada no crédito automóvel/leasing nos últimos 24 meses, para ter uma noção da tendência da taxa de juro;
  3. Quais os custos associados no processo de crédito habitação ou do crédito automóvel;

Estes são os tópicos que deve ter em conta, pois se houver histórico positivo no banco, depois na fase de aprovação é tudo muito mais rápido, consegue sempre melhores condições nos seguros e, quem sabe, até ter um desconto numa comissão ou noutra.

Conclusão

Hoje em dia é cada vez mais importante termos um banco ao nosso lado, que seja nosso parceiro nos bons e nos maus momentos da vida. Com base nos tópicos que abordámos neste artigo, agora só tem que decidir o que pretende do seu banco e, depois, resta-lhe apenas apurar os valores nas diversas rubricas e comparar. Vai ver que, com a ajuda deste guia, vai encontrar um banco à sua medida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.