Poupar nos dias que correm, para muitos, parece uma tarefa difícil ou até mesmo uma missão impossível. Na verdade, não é só o porquinho mealheiro que pode ajudar nesta tarefa. Para quem tem prestações elevadas em créditos todos os meses, o crédito consolidado pode ter uma solução eficaz para reduzi-las em até 60%.

Se juntar todos os créditos num só, vai conseguir uma única prestação ainda mais baixa, com uma taxa menor e um prazo de pagamento fixo. Isto vai ajudá-lo a poupar ou até mesmo a fazer face a outras despesas sem recorrer a mais financiamento.

Descubra, neste artigo, as 5 vantagens do crédito consolidado e a poupança que pode gerar.

1. Conforto no pagamento

Em vez de ter vários débitos aleatórios na sua conta, passa a ter apenas um único pagamento mensal, que vence numa determinada data, a uma única entidade credora. Isto ajuda a não se esquecer, nem a falhar nenhuma prestação, eliminando assim as penalizações por pagamentos atrasados. Controlar a sua conta bancária e as prestações que dela saem vai passar a ser algo simples e eficaz.

2. Conhecimento da sua situação financeira

Ao manter uma única dívida, vai conseguir estar mais consciente e ter uma maior perceção da sua situação financeira. E isto porque é muito comum as pessoas não saberem ao certo quantos créditos contraíram. Para ajudar nessa tarefa o Banco de Portugal disponibiliza todos os meses, no seu site, um mapa onde constam todos os créditos que cada cidadão tem registados junto dos Bancos e onde qualquer um de nós pode aceder e consultar o seu caso pessoal.

3. Taxas de juro mais baixas

A taxa de juro final do crédito consolidado é normalmente mais baixa que a média das taxas de juros de todos os créditos, ou mesmo muito mais baixa se já tiver um crédito à habitação e quiser tirar partido da sua hipoteca.

4. Tire partido da sua hipoteca

Se possui um crédito à habitação, pode fazer um crédito consolidado com hipoteca para obter taxas de juro muito mais baixas e reduzir ainda mais a prestação. No entanto, aconselhamos a que recorra a esta opção apenas se tiver a certeza que não vai entrar em incumprimento, uma vez que poderá perder a casa caso não consiga pagar o seu crédito.

5. Acesso a mais financiamento

Esta tanto pode ser uma vantagem como também uma desvantagem. Pois se por um lado pode obter crédito adicional, por outro lado é também uma forma de cair em tentação e aumentar o seu endividamento, uma vez que ter mais dinheiro disponível ao final do mês pode ser interpretado como mais dinheiro disponível para o consumo. Se o fizer saiba ainda que a redução drástica na prestação mensal pode ficar comprometida.

Para concluir, e como em qualquer crédito, é necessário analisar os dois lados da moeda e verificar quais as desvantagens que podem existir ao juntar todos os seus créditos, dado que cada caso é um caso. Se não pretender que a sua dívida dure mais tempo, e consequentemente pagar mais de juros, foque toda a poupança que vai fazendo ao longo do tempo para amortizar toda a sua dívida. Pode ainda focar-se em diminuir ligeiramente as prestações, para que o prazo não seja tão alargado, não afetando assim o seu orçamento familiar e o seu equilíbrio financeiro.

Com algum planeamento, vai conseguir encontrar o melhor equilíbrio para o seu caso, sem que para isso tenha que prescindir desta opção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.