Escusa de suspirar e pensar que isto é mais um texto cliché! Aliás, esse suspiro é um claro sinónimo que não está sequer a pensar em tentar alterar determinados comportamentos e caso seja isso, realmente o melhor é não continuar a ler. Segundo se diz, a negatividade está incorporada no cérebro, mas se não faz nada para combater isto, nem que não seja em alguns períodos do seu dia, depois não se admire de perder oportunidades de prazer, alegria, bons relacionamentos e humor.

Vamos ser pragmáticos ao falar de felicidade e não achar que a mesma é algo inatingível ou para os sonhadores. Segundo o psicólogo Tal Ben-Shahar, a felicidade é uma experiência geral de prazer e significado o que, traduzindo por miúdos, nos diz para acrescentar prazer e um propósito à nossa vida para sermos mais felizes. “Falar é fácil” pensa você! Sim, efetivamente não é assim tão fácil, nem lhe dizemos o contrário, mas treinar a mente e acrescentar a sensação de alegria no presente é meio caminho andado para aumentar a capacidade de se ser mais feliz no futuro. Agora, não julgue que se não fizer nada, que algo acontece. Isto é como tentar ter um corpo mais fit ou ser mais saudável... se não faz exercício físico nem opta por uma alimentação equilibrada, não há milagres! Portanto, treinar a mente assenta no mesmo conceito. Vamos treinar algumas técnicas todos os dias? No carro, em casa, no trabalho... vale a pena tentar!

Respirar

Quando um computador 'empanca' nada como fazer um reset, correto?! Com a sua mente é igual. Perante uma situação de stress, aborrecimento ou qualquer outra coisa que o faça sentir menos bem, pare e respire. Respirar fundo e calmamente durante uns segundos vai permitir-lhe acalmar e descansar a mente, “restaurando os seus circuitos”, diminuindo assim os seus instintos de luta ou fuga.

Gratidão

O problema está, na maioria das vezes, em dar as coisas ou pessoas por adquiridas e só quando acontece algo mais grave é que se tende a dar a devida importância. Todos os dias algo de bom acontece e mesmo que não sejam nada de especial, reter e estar grato por isso, é uma experiência positiva. Assim, nada como pensar nela de forma a que esta seja incorporada no cérebro. Costuma apanhar trânsito, mas hoje não? Esteja grato por isso e pense no quão bom isso foi. Permitiu-lhe chegar calmamente ao trabalho e beber o café da manhã descansado. O seu filho hoje deu-lhe um abraço do nada? Pense e retenha essa imagem por alguns segundos e faça-o ao longo do dia. Gostou de um artigo que leu? Pense na satisfação que lhe deu e esteja grato por isso.

Mude a perspectiva

Em vez de pensar nas coisas menos boas que aconteceram durante o dia e dizer “tive um dia de cão” só porque derramou o café na secretária ou porque não teve tempo de almoçar, 'mude o chip'! Ninguém que goste ficou doente, não teve problemas com o carro, não se chateou com ninguém, enfim... há coisas efetivamente mais graves na vida!

Sorrir

A felicidade aparece de todos os lados, ou seja, não é só algo da sua mente para o seu comportamento, mas também do seu comportamento, das suas ações, para a sua mente. Sabia que decidir sorrir ativa as substâncias químicas indutoras da felicidade?

“Chamar os bois pelos nomes”

Sabia que dar um nome às suas emoções, nomeadamente aos seus sentimentos negativos, alivia o seu sofrimento? Raiva. Medo. Insegurança. Ansiedade. É claro que sabe que as tem, mas rotular as mesmas muda a atividade da parte emocional do seu cérebro para a parte do pensamento, acabando por minimizar a emoção e sentir que tem as coisas mais controladas.

Endireite-se

Como é que uma coisa tão simples como esta pode fazer a diferença? Verdade! Há estudos que comprovam que uma má postura causa um estado emocional negativo. Para além que demonstra uma baixa auto estima, pouca confiança e, por conseguinte, menos energia e menos humor. Já reparou que quando se senta direito há uma sensação de poder, prazer e confiança? Já para não falar que ajuda substancialmente no seu bem estar físico e previne algumas maleitas.

Aprecie os 'pequenos grandes' prazeres da vida...

Tal como referido acima, as pessoas tendem a desvalorizar pequenos gestos ou ações porque por norma não têm grande relevância ou consequência na vida. No entanto, esses pequenos acontecimentos causaram alegria e prazer. Por exemplo, recorda-se da sensação daquele dia em que chegou a casa cansado e alguém lhe fez o seu prato preferido? (Acabou de esboçar um sorriso, certo?!). Pequenas coisas como estas tornam-se grandes porque permitem sensações de prazer, mas ainda que momentâneas, perduram para sempre no pensamento. Assim sendo, agarre-se a estas pequenas ações, objetos, pessoas e acontecimentos que lhe fizeram feliz e pense nelas ao longo do seu dia. Cinco segundos numa boa experiência aumenta significativamente o seu nível de felicidade.

… e a si mesmo!

A ideia é que pense numa coisa boa que tenha feito hoje ou numa qualidade que tenha demonstrado ou feito a diferença. O ter perdido 5mn do seu tempo para ajudar um vizinho, o início de um projeto de trabalho, uma conversa honesta com um amigo, enfim... valorize as suas ações e os seus pontos fortes, de forma a elevar o seu espírito.

Torne o negativo em positivo

Não suspire... lembre-se do primeiro passo! Pare e respire fundo (já está?). Pense no contratempo como um desafio e não como um fracasso. É a mesma história do limão que pode transformar em limonada. Depois de respirar, encontre uma forma de avançar.

Rodeie-se de coisas felizes

Uma foto daquelas férias maravilhosas ou de quem gosta, um objecto ou uma frase que adore em cima da mesa de trabalho, no carro ou noutro local, promove momentos de alegria e prazer. Faça uma pausa de alguns segundos para contemplar e assim consegue diminuir a pressão sanguínea e o stress. Vá alterando os objetos para não se habituar a nada específico nem cair na rotina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.