Na comunicação, valorizamos mais as nossas ideias, as nossas crenças, memorias, valores, e negligenciamos o Ouvir, o outro (as suas ideias, as suas memorias, as suas crenças e os seus valores). Se não ouvirmos, o outro, com um propósito, podemos cair facilmente, no preconceito e estereotipo; ouvimos e valorizamos somente aquilo que mais nos interessa ouvir. Ouvir com um propósito é mais do que, simplesmente ouvir, é uma ato altruísta, é acompanhar o raciocínio do outro; com o olhar, as feições do rosto de aprovação e encorajamento, com a postura e a proximidade física, e caso necessário, contacto físico (toque). Você está presente, para ouvir, compreender e aceitar o outro, tal como ele/a é.

Ouça mais e interrompa menos, faça mais perguntas para compreender, tente desviar os seus pensamentos (preconceitos) do rumo da conversa, e ouça aquilo que o outro está realmente a dizer.

“Há um problema com os amigos: eles não querem ouvir. É muito raro ter um bom amigo. A arte da amizade é difícil.” Alain de Botton

O ato de Ouvir com um propósito é semelhante ao ato de dar ou receber um abraço.

Votos de uma semana onde o OUVIR com um propósito, é uma das suas prioridades.

João Alexandre Rodrigues

Addiction Counselor
http://recuperarequeestaadar.blogspot.com
http://maisvaleprevenirdoqueremediar.blogspot.com
http://www.facebook.com/joaoalexx

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.