Mantenha o cérebro jovem e não tenha medo de fazer figuras. Experimente os exercícios de neuróbica, um programa que assenta no facto do cérebro possuir plasticidade. Lawrence C. Katz, investigador e professor de neurobiologia norte-americano, o especialista que o desenvolveu, mais conhecido por Larry Katz, acredita que, quanto mais exercitado for, mais ágil se tornará. Em todo o mundo, essa é também a tese vigente. Siga o plano que, de seguida, lhe propomos e torne o seu raciocínio mais rápido e criativo.

1. Faça coisas diferentes

Escreva ou escove os dentes utilizando a mão esquerda se for destro, vista-se mantendo os olhos fechados e/ou vire uma fotografia de pernas para o ar e observe-a com atenção, concentrando-se em pormenores nos quais nunca tinha reparado. Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual e/ou introduza pequenas mudanças nos seus hábitos quotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro.

2. Pense em adjetivos

Os adjetivos são uma espécie de lápis de cor da linguagem, permitindo-nos descrever e diferenciar algo. Folheie uma revista ou consulte uma página de internet e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Depois, escreva 25 adjetivos que ache que descrevem a imagem e/ou o tema fotografado. Se for mais fácil, anote-os.

3. Identifique os sabores

Quando for a um restaurante, tente identificar os ingredientes que compõem o prato que escolheu e concentre-se nos sabores mais subtis, muitas vezes garantidos pelas ervas aromáticas, pelas especiarias e pelos temperos usados. No final, tire a prova dos nove, questionando o empregado que o serviu. Numa fase inicial, tente um espaço de restauração que sirva gastronomia portuguesa mas, depois, aventure-se noutras mais exóticas, para aumentar o grau de dificuldade.

4. Observe as pessoas

Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram o espaço, feche os olhos e enumere-os mentalmente. Numa primeira fase, faça-o em divisões com menos pessoas e vá aumentando o número progressivamente.

5. Reescreva frases

Este é outro dos exercícios que integram o plano elaborado por Lawrence C. Katz, investigador e professor de neurobiologia norte-americano. Selecione uma frase de um livro, de um blogue ou de um site e tente formar uma afirmação diferente utilizando as mesmas palavras. É mais difícil do que parece.

6. Experimente jogos novos

Não tenha medo de sair da sua zona de conforto. Experimente jogar a qualquer coisa que nunca tenha tentado antes. Em alternativa, compre um puzzle e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu. À medida que for melhorando, aumente o grau de dificuldade dos desafios a que se propõe para continuar a estimular a atividade cerebral.

7. Memorize coisas

Fixar palavras, coisas ou pormenores é outra das formas de agilizar o cérebro. Experimente memorizar aquilo que precisa de comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista. Utilize mnemónicas ou separe mentalmente o tipo de produtos que precisa. Desde que funcionem, todos os métodos são válidos.

8. Aprenda palavras

Recorrendo a um dicionário, aprenda uma palavra nova todos os dias e tente introduzi-la, adequadamente, nas conversas que tiver. No caso de não ter nenhum em casa, não precisa de ir a correr comprar um. Na internet, são muitos os dicionários virtuais à espera da sua consulta. Sabe o que é cacografar? Infelizmente, é uma coisa que muitos portugueses fazem. E não são apenas os mais velhos ou os menos instruídos a cometer este erro...

9. Procure recordar o que ouviu

Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar ou, em alternativa, no telemóvel ainda durante a manhã. Depois, durante o dia, pegue num papel e numa caneta e escreva os pontos principais de que se lembrar. Tente recordar-se do maior número de detalhes que conseguir, incluindo a ordem pela qual as notícias foram dadas e/ou os nomes dos protagonistas da atualidade informativa.

10. Forme palavras

É uma das formas mais simples, rápidas e práticas de estimular o cérebro. Ao ler uma palavra, pense em cinco que comecem com a mesma letra. Pode fazê-lo em casa ou na rua, enquanto caminha, enquanto pratica desporto, enquanto passeia os seus animais de estimação, enquanto espera pelos transportes públicos ou até mesmo na praia ou no campo. A imaginação é o limite. Com o tempo, procure formar vocábulos mais complexos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.