Em condições normais, os medicamentos são metabolizados no trato gastrointestinal por enzimas e apenas uma pequena parte é absorvida pelo organismo.

Mas a toranja, um citrino com um travo acentuado e altamente desintoxicante, contém uma substância, a furanocoumarina, que inibe essa ação enzimática, aumentando drasticamente a concentração do fármaco.

Pílulas com estrogénios e medicamentos utilizados no tratamento do cancro, da hipertensão ou do colesterol são alguns dos que, associados ao consumo de toranja, podem ter efeitos indesejados. Não corra riscos e interrompa o consumo deste fruto durante o tratamento. Também não deve combinar hipericão com pílula, chocolate com antidepressivos contendo inibidores da manoamina oxidase e ginseng com ibuprofeno.

Para mais informações sobre este tema, consulte o site do Observatório de Interações Planta/Medicamentos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.