A gravidez e a menopausa são as causas mais conhecidas de perdas urinárias, mas não são as únicas.

Sabia que a incontinência urinária pode ser provocada pelo excesso de peso e, até, pela prática de alguns desportos?

Já a seguir, damos-lhe todas as pistas sobre os factores de risco menos conhecidos e que está ao seu alcance evitar.

1. O desporto

Não há dúvidas de que praticar desporto tem efeitos benéficos para a saúde. No entanto, certos desportos podem ter efeitos secundários a que deve estar atento. Para saber mais clique aqui

É este o caso das actividades que exigem muito dos músculos abdominais, já que uma grande pressão exercida por eles sobre os músculos do períneo pode conduzir ao aparecimento de fraquezas urinárias.

2. O tabagismo

O tabagismo aumenta a probabilidade de incidência de fraquezas urinárias por duas vias. Por um lado, o cigarro pode provocar tosse crónica, sendo que a tosse provoca pressões abdominais sobre o períneo.

Além disso, o tabaco é um anti-estrogénio, o que influencia também (de forma negativa) a tonicidade do períneo.

3. A obesidade

Em termos médicos, considera-se que o risco de incontinência grave é três vezes mais elevado em caso de obesidade.

4. Outros factores

Além dos factores referidos, existem muitos outros que têm relação com o desenvolvimento de incontinência urinária, nomeadamente:

- Obstipação crónica
- Infecções urinárias
- Prolapso uterino
- Antecedentes de cirurgia ginecológica
- Certas deficiências e doenças
- A toma de alguns medicamentos

    Para mais informações, clique aqui.
    A responsabilidade desta informação é da

    Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

    Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

    Os temas mais inspiradores e atuais!

    Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

    Não perca as últimas tendências!

    Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.