Dor que se produz quando os cálculos biliares (agregações duras) obstruem parcial ou transitoriamente um canal biliar.

Pode ser acompanhada de náuseas e vómitos.

Os cálculos biliares não causam nenhum problema durante longos períodos de tempo.

Quando atingem um tamanho importante podem lesionar a parede da vesícula biliar (pequena bolsa de tecido muscular onde se armazena a bílis, uma secreção digestiva produzida pelo fígado) e obstruir o canal biliar, dando lugar a este transtorno.

Sintomas

Dor aguda e intermitente, que dura várias horas, e que tem uma localização variável. Habitualmente, situa-se na região superior direita do abdómen, que também pode ficar dolorosa ao tacto. Podem ocorrer náuseas e vómitos e, em certas ocasiões, arrepios,  febre e icterícia, se a doença se desenvolver com oclusão do canal.

Tratamento

As pessoas afectadas com dores intermitentes devem evitar ou reduzir o consumo de gorduras, sobretudo, saturadas. Deste modo, pode-se ajudar a prevenir ou diminuir o número de episódios dolorosos.

Prevenção

- Vigie o seu colesterol. O componente principal da maioria dos cálculos biliares é o colesterol, apesar de alguns serem formados por sais de cálcio. Quando a bílis do fígado se satura de colesterol, este pode tornar-se insolúvel e deitar fora a bílis através de vómitos.

- Esteja atento aos riscos. A idade, a obesidade, a dieta ocidental e uma certa predisposição genética são os factores que influenciam a sua formação.

- Evite o álcool. Em grandes quantidades pode dar origem a cólicas biliares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.