Com a chegada do verão à porta, começa também a época das bebidas frescas e cocktails de fim de tarde. Apesar de estarem associados a bons tempos passados em família e amigos, estas bebidas podem afetar a saúde oral. Neste sentido, é importante ter atenção a algumas das escolhas que fazemos durante o verão e que podem ser mais prejudiciais do que se pensa.

“O verão e o sol trazem a vontade de consumir bebidas que saciem a sede e que refresquem. No entanto, o consumo excessivo deste tipo de líquidos pode contribuir para a deterioração da nossa saúde oral. É de conhecimento geral que bebidas com açúcar afetam os dentes e as gengivas durante todo o ano, mas no verão há uma maior predisposição para a ingestão das mesmas. O importante é conseguir um equilíbrio sem descurar os cuidados de higiene oral adequados”, afirma Raquel Lucas, médica dentista e Diretora Clínica da MALO CLINIC Faro.

A médica dentista Raquel Lucas revela quais as bebidas a moderar ou evitar durante o verão:

1. Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas e cocktails (como margaritas e caipirinhas) são geralmente ricas em ácidos e açúcares, o que irá contribuir para a proliferação de cáries e de outros problemas ao nível das gengivas. Além disso, bebidas como o vinho, muito utilizado em bebidas frescas como a sangria, não só contêm açúcar, como contribuem para o escurecimento e aparecimento de manchas nos dentes. Por outro lado, as bebidas destiladas, apesar de serem geralmente mais fortes e com alto teor alcoólico, normalmente não têm carboidratos e as calorias vêm apenas do álcool, fazendo com que sejam melhores que cerveja ou bebidas alcoólicas açucaradas. Ao beber bebidas alcoólicas é assim fundamental tentar escolher as menos calóricas.

2. Limonada

Uma das mais populares bebidas de verão pode ser a pior escolha para os dentes. O ácido cítrico e o açúcar na limonada podem ser uma combinação prejudicial para a saúde oral, pois o ácido deteriora o esmalte dos dentes e o açúcar aumenta a proliferação de bactérias na cavidade oral.

3. Refrigerantes

Sejam refrigerantes com gás ou sumos como os chás gelados, estes são ricos em açúcar e podem manchar os dentes. Os químicos (ácidos cítricos, fosfóricos e carbónicos) e conservantes adicionados nestas bebidas não são saudáveis para a saúde no geral, sendo que também podem contribuir para o desenvolvimento de cáries e outras condições dentárias. Sobretudo as crianças devem evitá-los, pois têm o maior risco de erosão do esmalte, dado que este ainda não está totalmente desenvolvido. Mesmo os refrigerantes dietéticos ou sem açúcar são prejudiciais para a saúde, uma vez que os açúcares são substituídos por outros ácidos e componentes.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.