Os alimentos mais ricos em fibra são os de origem vegetal, como os cereais, os produtos hortícolas, a fruta, as leguminosas e os frutos secos.

A fibra dietética é descrita como uma classe de compostos de origem vegetal que não sofrem hidrólise, digestão e absorção no intestino delgado dos seres humanos.

Segundo a sua capacidade de dissolução em água, a fibra pode ser classificada em duas categorias: solúvel e insolúvel.

Alexandra Bento, Nutricionista
Alexandra Bento, Nutricionista créditos: DR

Alguns dos alimentos mais ricos em fibras solúveis são a aveia, a cevada, os hortícolas, as leguminosas e a fruta, como a maçã, a pera e os citrinos.

Por outro lado, os alimentos mais ricos em fibras insolúveis são os hortícolas de folha verde, os cereais integrais e farelo dos cereais, como o de trigo.

Devemos ter uma ingestão diária de pelo menos 25g/dia de fibra. Ao consumir alimentos ricos em fibras é importante beber bastante água para mobilizar o bolo fecal.

A principal função das fibras alimentares é regular o trânsito intestinal, mas também têm um importante papel no controlo da diabetes, no aumento do efeito de saciedade, importante no combate à obesidade, no auxílio na regularização do colesterol sanguíneo, na prevenção do desenvolvimento de patologia cardiovascular e de cancro, especialmente no cancro do cólon.

O mecanismo de ação das fibras no nosso organismo é complexo. Genericamente podemos dizer que as fibras insolúveis auxiliam no aumento do volume do bolo fecal, melhorando o trânsito intestinal e as fibras solúveis diminuem a absorção de gorduras, de açúcares e também facilitam o bom funcionamento do intestino.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.