«Adoro carne vermelha e quero continuar a comê-la», pensou, provavelmente quando viu as notícias relacionadas com o relatório da International Agency for Research on Cancer (IARC), da Organização Mundial da Saúde (OMS), que nos últimos meses de 2015 veio oficializar dados que a ciência tem vindo a reunir ao longo de vários anos. Segundo o documento, a carne vermelha  é «provavelmente carcinogénea» e a carne processada «carcinogénea», podendo induzir a formação de cancro.

Se não consegue prescindir deste alimento, pode, pelo menos, tentar moderar o seu consumo em nome da sua saúde, garantindo um correto aporte de proteínas. Para saber quais as melhores fontes destas macromoléculas biológicas constituídas por uma ou mais cadeias de aminoácidos, clique aqui. Este é o plano, validado por especialistas, que pode seguir para garantir um equilíbrio alimentar:

- Segunda-feira

Pequeno-almoço: 200 ml de leite + 2 fatias finas de queijo (40 g)

Almoço: 100 g carne de porco

Jantar: 2 ovos

- Terça-feira

Pequeno-almoço: 1 iogurte natural

Almoço: 100 g de frango

Jantar : 100 g de peixe

- Quarta-feira

Pequeno-almoço: ½ requeijão

Almoço: 100 g de carne de vaca

Jantar: 100 g de peixe

- Quinta-feira

Pequeno-almoço: 200 ml de leite

Almoço: 100 g de peixe

Jantar: 100 g de peru

- Sexta-feira

Pequeno-almoço: 2 ovos

Almoço: 100 g de pato

Jantar:125 g de mozzarella

- Sábado

Pequeno-almoço: 1 iogurte natural

Almoço: 100 g de vitela

Jantar: 100 g de peixe

- Domingo

Pequeno-almoço: 2 ou 3 fatias de queijo flamengo

Almoço: 100 g de polvo

Jantar: 100 g de peixe

Texto: Bárbara Bettencourt e Nazaré Tocha com base no relatório da International Agency for Research on Cancer - World Health Organization e com colaboração e revisão científica de Ana Carvalhas (nutricionista e autora do blogue Comerbemateaos100.blogspot.pt),  Carla Lopes (coordenadora do Grupo de Investigação de Epidemiologia da Nutrição e da Obesidade da Unidade de Investigação Epidemiológica do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto) e Nuno Lunet (coordenador do Grupo de Investigação de Epidemiologia do Cancro da Unidade de Investigação Epidemiológica do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.