O colar, composto de metais e missangas, já não está à venda nas lojas da Zara nem no site deste retalhista.

Zara pede a clientes devolução de colar por risco de cancro
O colar contém cádmio, um metal pesado com efeitos tóxicos mesmo em concentrações muito pequenas créditos: DR

A marca do grupo têxtil espanhol Inditex afixou uma nota informativa nas lojas, solicitando aos clientes que devolvam um colar comercializado pela marca cuja composição representa um perigo para a saúde. (ver imagem)

O colar contém cádmio, um metal pesado com efeitos tóxicos para o organismo humano, mesmo em concentrações muito pequenas.

A União Europeia ordenou a retirada do produto do mercado por "risco sério".

"O produto contém cádmio (valor medido: até 90% em peso). O cádmio é prejudicial para a saúde humana, porque se acumula no corpo e pode danificar os órgãos e/ou causar cancro. O produto não está em conformidade com o Regulamento REACH", lê-se no comunicado da Comissão Europeia.

Nas lojas, o cartaz datado de 20 de abril encontra-se na zona de caixas. Para além da imagem do colar e da referência do artigo, a composição não é especificada, nem a razão pela qual a recolha está a ser feita.

Texto da nota da Zara: Algumas unidades deste artigo podem conter partes que ultrapassem os limites permitidos de componentes passíveis de afetar o meio ambiente e, em caso de ingestão, a saúde. Apesar de não ter sido comunicada nenhuma ocorrência, queremos proceder à recolha de todas as unidades. Se adquiriu um destes produtos, por favor, contacte-nos. Poderá deslocar-se a qualquer uma das nossas lojas ou contactar o serviço de apoio ao cliente através do número 800 202 610, para lhe indicarmos como deve proceder para receber o reembolso. Pedimos desculpa pelo incómodo causado.

O colar foi fabricado na Índia e a composição refere os metais zinco (60%), cobre (15%), ferro (5%) e, também, vidro (20%).

O alerta chegou à Comissão Europeia vindo da Noruega, que denunciou o produto ao RAPEX (The Rapid Alert System for Non-Food Products), o sistema de troca rápida de informação da União Europeia para produtos de consumo perigosos.

O sistema não abrange produtos alimentares, farmacêuticos e medicamentos, mas é válido para informações sobre produtos como roupas, calçado, cosméticos, brinquedos ou joias e bijuterias.

Leia ainda17 sintomas de cancro que os portugueses ignoram

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.