A saúde mental é cada vez mais reconhecida como sendo muito significativa na vida dos doentes com psoríase. Além do impacto físico provocado pela manifestação visível da doença na pele, muitos doentes enfrentam quadros de depressão e distúrbios de ansiedade que afetam significativamente a sua qualidade de vida. De acordo com a Federação Internacional das Associações de Psoríase (IFPA, na sigla em inglês), uma em cada quatro pessoas que vive com doença psoriática apresenta sinais de depressão, e cerca de 48% têm distúrbios de ansiedade1. Em Portugal, cerca de 18% dos doentes com psoríase vive com depressão e distúrbios de ansiedade, refere o estudo epidemiológico levado a cabo pelo Grupo Português de Psoríase da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV). 

No âmbito do Dia Mundial da Psoríase, que se assinala a 29 de outubro, a LEO Pharma, empresa farmacêutica líder em Dermatologia médica, une-se à PSOPortugal e à IFPA para alertar para a importância da saúde mental das pessoas que vivem com psoríase. 

“A natureza crónica da psoríase e a inflamação sistémica afeta a vida dos doentes em muitos aspetos além da pele. Apesar de não contagiosa, causa um forte estigma social, que leva, em muitos casos, ao isolamento e, por isso, aumenta o risco de perturbações mentais, como a depressão ou distúrbios de ansiedade”, afirma Jaime Melancia, Presidente da PSOPortugal - Associação Portuguesa da Psoríase. “Por isso, neste Dia Mundial da Psoríase, queremos alertar para o impacto psicológico significativo da psoríase, sensibilizar a sociedade e encorajar os doentes a procurarem ajuda especializada”, acrescenta.  

A prevenção e o diagnóstico da doença mental em pessoas com psoríase devem ser uma prioridade para alcançar um bem-estar geral, a nível físico, mental e social.  

Christian Taveira, medical advisor da LEO Pharma Portugal, acrescenta que “tratar a psoríase não é tratar apenas a doença. O impacto psicossocial da psoríase deve ser tido em conta no processo de gestão e controlo da doença. O nosso compromisso com os doentes e com os profissionais de saúde passa, não só pela aposta em soluções inovadoras, mas também pelo apoio a programas de educação e iniciativas que contribuem para a diminuição do estigma associado à psoríase”.   

A psoríase está associada a altas taxas de depressão e distúrbios de ansiedade, baixa autoestima e com impacto a nível laboral, nas relações interpessoais e na intimidade. Por esse motivo, o tema de 2022 para o Dia Mundial da Psoríase é “Unidos Para Atuar” na defesa da saúde mental e do bem-estar de quem vive com esta doença crónica. 

A psoríase é uma doença que afeta cerca de 400 mil pessoas em Portugal. É uma doença inflamatória, crónica, autoimune e sistémica, ainda sem cura, mas cujo tratamento adequado permite ao doente manter a sua qualidade de vida. Aproximadamente 80% dos doentes apresenta formas ligeiras da doença e 20% evidenciam formas moderadas a graves, com envolvimento de mais de 10% da superfície corporal. 

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.