Em comunicado, a DGS indica que, com ligação ao surto de Vila Franca de Xira, foram reportados 45 novos casos desde segunda-feira.

Entretanto sabe-se que o contágio da legionella de Vila Franca de Xira já passou fronteiras. Há dois doentes infetados em Luanda, Angola, e em Lima, na capital do Peru.

Tanto num como no outro caso são doentes que passaram pelo concelho de Vila Franca de Xira.

O cidadão angolano, que entretanto se deslocou para Luanda, esteve a passar uma semana em Vialonga com a família.

Já o cidadão que vive em Forte da Casa e que na sexta-feira voou para a capital do Peru é portador do mesmo subgrupo de legionella dos doentes infetados em Vila Franca de Xira.

Segundo o gabinete do diretor-geral da Saúde, desde segunda-feira foram reportados 45 novos casos. A indicação do ministro da Saúde é de que o ritmo da propagação da bactéria está a abrandar.

Os dados divulgados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa revelam ainda que dos 264 doentes já assistidos na rede hospitalar da área, 40 ainda estão a receber cuidados intensivos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.