A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) apelou hoje aos portugueses para que participem na corrida Terry Fox, a 07 de maio, em Lisboa, mesmo que seja apenas através de donativos, que se destinam a investigação oncológica.

“Nem toda a gente pode ir à corrida, mas apelo a que façam o donativo e colaborem na investigação. Façam-nos chegar o donativo ou vão lá, mesmo que não queiram correr”, desafiou a presidente do núcleo regional sul da LPCC, Manuela Rilvas.

Apesar da atual situação económica do país, Manuela Rilvas acredita que o número de inscritos e de donativos vai ser superior ao do ano passado.

“Nós partimos com a esperança que não seja pior, que seja melhor do que no ano passado até porque o ano passado o tempo estava desastroso e espero que este ano esteja melhor”, brincou.

Para Manuela Rilvas, “é preciso é acreditar no que se faz”.

“Acho que colaborar na investigação é uma obrigação de todos na luta contra o cancro”, defendeu.

O tema deste ano da corrida é “Passo a passo fazemos a diferença”, aludindo ao trabalho na investigação que, tal como explicou a responsável da Liga, “tem andado passo a passo”.

“Há coisas que são descobertas por um pequeno deslize e nós estamos crentes que estamos a contribuir francamente”, defendeu.

Nos quinze anos de edições em Portugal, foi já possível à LPCC angariar mais de 524 mil euros, que com esses fundos financiou 44 bolsas de investigação em oncologia.

A 16ª edição da Corrida Terry Fox, que foi apresentada hoje na Embaixada do Canadá, é uma iniciativa que conta na organização com a Liga Portuguesa Contra o Cancro e a farmacêutica Roche.

A corrida tem lugar a 07 de Maio, pelas 11:00, com partida marcada junto ao Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, com um percurso que pode ter entre 1,5 e cinco quilómetros.

A inscrição pode ser feita no local e custa cinco euros, valor que reverte como donativo.

A corrida Terry Fox é uma iniciativa criada para lembrar este jovem canadiano que resolveu atravessar o Canadá a pé para angariar fundos para a investigação oncológica, depois de lhe ter sido diagnosticado um carcinoma ósseo na perna direita.

19 de abril de 2011

Fonte: LUSA/SAPO

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.