Segundo aquela autarquia do distrito da Guarda, presidida por Carlos Filipe Camelo (PS), o serviço telefónico, que começou a ser instalado em residências de idosos da área da freguesia de Vide, visa apoiar os idosos em casos de emergência médica, social ou de segurança.

"Trata-se de uma resposta social que pretende contribuir para a melhoria da qualidade de vida de idosos residentes no concelho, que vivem isolados e em zonas de difícil acesso, com recursos financeiros limitados e/ou com algum grau de incapacidade ou dependência física ou psicológica", justifica a câmara de Seia em comunicado enviado à agência Lusa.

O projeto também visa "assegurar o acompanhamento e apoio permanente de quem vive sozinho, minimizar as consequências resultantes de acidentes no domicílio, proporcionar uma maior autonomia de pessoas dependentes, promover a independência e a confiança do idoso, aumentar a segurança para os utilizadores, principalmente os que vivem em zonas isoladas, assegurando um maior sentimento de tranquilidade para os utilizadores e para os seus familiares".

O novo serviço de apoio a idosos está a ser executado no âmbito de um protocolo de cooperação que a autarquia de Seia celebrou com a Fundação PT, a 07 de março de 2014, "de modo a assegurar os custos das mensalidades inerentes ao funcionamento do serviço de teleassistência, sendo comparticipados em 50% por cada uma das entidades".

O serviço de teleassistência contempla a instalação de um telefone e a entrega de um transmissor sem fios, a usar pelo utilizador em caso de emergência, bem como o contacto dos serviços do “call centre”.

"Aos beneficiários, é atribuído um serviço telefónico de apoio, para casos de emergência médica, social ou de segurança, num atendimento prestado por ‘call center' especializado, através de rede fixa, 24 horas por dia", esclarece o município de Seia, situado na área da Serra da Estrela.

Os beneficiários do serviço de teleassistência foram identificados pelo município de Seia em colaboração da GNR.

Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, na operação Censos Sénior 2014, campanha de segurança direcionada aos idosos que vivem sozinhos e isolados, realizada entre 15 de janeiro e 15 de fevereiro, foram referenciados 2.713 idosos nos 14 concelhos do distrito.

Segundo a fonte, no concelho de Seia foram referenciados 122 idosos naquelas condições.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.