Mais de 500 voos que deveriam descolar de Xangai-Pudong foram cancelados e quase 45% dos voos com previsão de aterragem para o terminal também foram suspensos, informou o site especializado Variflight.

As autoridades de Xangai, metrópole de 24 milhões de habitantes e capital económica da China, reportaram sete pacientes de covid-19.

A maioria dos casos foi detetada nos últimos dias no aeroporto de Pudong, o que provocou uma campanha em larga escala de testes e a vacinação dos trabalhadores considerados de maior risco.

Na madrugada de segunda-feira, profissionais da saúde com trajes de proteção conduziram muitos funcionários do aeroporto a um estacionamento para organizar os testes de deteção do coronavírus.

Na cidade de Tianjin, de 15 milhões de habitantes, a 100 km de Pequim, foram detetados cinco casos de covid-9 no sábado e um esta terça-feira, o que provocou o cancelamento de quase metade dos voos previstos para o aeroporto local.

Tianjin também organiza desde sábado uma grande campanha de testes.

A China controlou a epidemia desde a primavera (hemisfério norte), graças a testes, confinamentos e quarentenas, e a vida retomou o ritmo quase normal, exceto em alguns focos localizados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.