O Conselho de Administração da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) não vai ser reconduzido por mais três anos, apesar de a Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (Cresap) ter aprovado a continuação da liderança de Maria do Céu Machado.

A notícia é avançada hoje pelo jornal Público e cita fontes ligadas ao Governo.

10 medicamentos para as dores
10 medicamentos para as dores
Ver artigo

A médica Maria do Céu Machado opôs-se com veemência à transferência do Infarmed para o Porto, mal esta intenção foi anunciada pelo Governo, em novembro de 2017.

A decisão de descentralização da autoridade do medicamento acabaria por ser suspensa pelo Ministério da Saúde, na altura Adalberto Campos Fernandes, em setembro de 2018.

O SAPO contactou o gabinete da presidente do Infarmed, mas até ao momento não conseguiu um comentário de Maria do Céu Machado.

Médica, pediatra e professora

Maria do Céu Lourinho Soares Machado liderava o Departamento de Pediatria do Hospital de Santa Maria antes de integrar os quadros do Infarmed. 

A médica é professora Catedrática da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.

A pediatra foi nomeada em março de 2017 para a presidência do Infarmed, substituindo Henrique Luz Rodrigues. O seu mandato termina em 2020.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.