Prémio Egas Moniz distingue postumamente o médico Jorge Resende Pereira

O Prémio Egas Moniz em Neurorradiologia, entregue pela primeira vez em Estarreja, cidade onde nasceu o médico português, foi atribuído a Jorge Resende Pereira, a título póstumo. O galardão foi recebido pelo filho do antigo médico na sexta-feira, durante a sessão solene de abertura da Brain Week – Semana do Cérebro e da Neurorradiologia, no Cineteatro de Estarreja, pela mão de Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos.

Pedro de Melo Freitas, presidente da Brain Week, recordou Jorge Resende: "Tinha jeito para o desenho e gostaria de ter seguido arquitetura, mas enveredou pela Medicina e licenciou-se pela Universidade de Porto em 1976, especializando-se em Neurorradiologia anos mais tarde, com grande dedicação, tendo inclusive sido eleito Presidente do Colégio da Especialidade da Ordem dos Médicos entre 2006 e 2011. Lembrava-se, com saudosismo, do tempo em que trabalhou no Hospital Santo António e com igual saudosismo, recordava as aulas e os alunos de Neuroanatomia no ICBAS".

Outras duas personalidades forma distinguidas, pelo seu contributo à Neurorradiologia. Rui Manaças, antigo coordenador da especialidade de Neurorradiologia no Hospital Lisboa Central (2007-2014) e Presidente de Colégio da Especialidade na Ordem dos Médicos (2003-2006), foi condecorado por ter "contribuído decisivamente para a afirmação da Neurorradiologia em Portugal, com participação em fóruns científicos e de decisão no estabelecimento curricular da especialidade", afirmou Pedro de Melo Freitas.

Também Romeu Cruz, antigo diretor de serviço de Neurorradiologia do Hospital de Santo António, no Porto (2000-2011), foi homenageado porque, de acordo com o seu sucessor João Xavier, "deixou um Serviço de Neurorradiologia bem equipado e com um quadro de pessoal motivado e muito influenciado pela sua visão voluntariosa de dedicação aos doentes e à instituição".

O Prémio Egas Moniz, prémio bienal de carreira e tributo à Neurorradiologia portuguesa, foi criado pelo Município de Estarreja e pela Sociedade Portuguesa de Neurorradiologia (SPNR), com a chancela da Ordem dos Médicos.

A criação desta distinção visa evocar um dos expoentes máximos da cultura científica nacional e fomentar o gosto pelas neurociências e a produção científica.

Esta iniciativa insere-se no programa da Brain Week – Semana do Cérebro e da Neurorradiologia, que ao longo de vários dias tem vindo a homenagear Egas Moniz pelo 90º aniversário da realização da primeira angiografia cerebral.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários