O principal aumento vai sentir-se nos charutos e há casos em que o aumento pode ser superior a 78%, segundo as previsões da consultora PwC avançadas pelo Jornal de Negócios.

O preço das cigarrilhas também deve aumentar, embora não seja previsível que o tabaco para cachimbo de água e as recargas para cigarros eletrónicos sofram agravamentos.

Segundo as contas efetuadas pela consultora, com base na proposta do Orçamento do Estado para 2016, um maço que custe 4,52 euros passará a custar 4,59 euros.

Sem impostos, o maço custaria apenas 1,63 euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.