Apenas dois frascos foram, para já, considerados inutilizáveis, o equivalente a 12 doses da vacina, enquanto 68 ainda estão a ser analisados, revela uma nota do Infarmed.

Uma carrinha que transportava vacinas contra a COVID-19 despistou-se ontem, por volta das 11:20, na A2 - Autoestrada do Sul, junto a Águas de Moura, no concelho de Palmela, distrito de Setúbal, provocando um ferido ligeiro, segundo a GNR.

A carrinha fazia o transporte de “vacinas que vinham de Coimbra com destino a Beja”, indicou à Lusa a Guarda Nacional Republicana (GNR), referindo que o despiste ocorreu no sentido norte-sul, perto do quilómetro 60, junto a Águas de Moura, na freguesia de Marateca (Palmela).

O acidente rodoviário envolveu “apenas a carrinha que se despistou”, informou a GNR, registando um ferido ligeiro que era o condutor do veículo. “Ainda estão a apurar todos os elementos de prova no local para, depois, determinarem a respetiva causa”, explicou a mesma fonte. De acordo com uma nota do SNS, o motorista da viatura encontra-se “bem de saúde”.

Numa nota publicada no ‘site’ do Serviço Nacional de Saúde, é explicado que os frascos de vacinas da BioNtech-Pfizer que estavam em distribuição para pontos de vacinação, no Alentejo, “foram imediatamente transportados pela equipa da GNR que estava a fazer a escolta do transporte, para o Centro Hospitalar mais próximo do local”.

De acordo com o esclarecimento, decorre “neste momento e em articulação com o Infarmed” a avaliação das vacinas por uma equipa farmacêutica de forma a verificar se as suas propriedades se mantêm.

“Para suprir a vacinação nos restantes pontos da rota, que não estava ainda, concluída, já seguiram outros frascos de vacinas, garantindo, deste modo, a continuidade do plano de vacinação previsto”, pode ler-se ainda.

Portugal registou ontem 219 mortes relacionadas com a covid-19 e 14.647 novos casos de infeção com o novo coronavírus, os valores mais elevados desde o início da pandemia, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia de COVID-19 já provocou pelo menos 2.058.226 mortos resultantes de mais de 96,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.465 pessoas dos 581.605 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.