Os portugueses são os europeus que mais utilizam o telemóvel enquanto conduzem, com 59% dos automobilistas a fazê-lo, contra 21% dos ingleses.

Nos Estados Unidos, o problema atinge maiores proporções, atingindo 69% da população com título de condução.

"O risco [de perigo na estrada] aumenta", explica o presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa, José Manuel Trigoso ao Jornal de Notícias. "[Estes números] não me surpreendem nada. Hoje em dia, a visualização das mensagens, dos e-mails e o uso do Facebook fazem as pessoas estarem sempre a olhar para o ecrã do telemóvel. São um conjunto de distrações que têm de ser levadas mais a sério", acrescenta.

A lei portuguesa sobre a matéria estipula a proibição durante a marcha do veículo, sendo exceção os aparelhos dotados de um único auricular ou sistema de alta voz.

Escrever mensagens enquanto conduz aumenta em 400% a quantidade de tempo em que retiramos a atenção da estrada. Por outro lado, o risco de causar um acidente é 800% maior. Os dados são da Brisa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.