O golfinho macho desenvolve um "apito de assinatura" ou sinal de identidade dentro dos primeiros meses de vida, que é estruturalmente único de acordo com um estudo publicado pela revista científica Current Biology na sexta-feira.

A mordedura destes 10 animais pode matá-lo em minutos
A mordedura destes 10 animais pode matá-lo em minutos
Ver artigo

O apito de assinatura é um exemplo raro de um mamífero não humano que usa uma etiqueta vocal que é comparável a um nome humano", refere o mesmo estudo.

Dom notavelmente raro

Golfinhos machos mantêm o seu apito exclusivo de assinatura, permitindo-lhes reconhecer muitos amigos e rivais diferentes na sua rede social

"O golfinho-roaz aprende com habilidade a produção vocal, um dom notavelmente raro em mamíferos, e usa essa aprendizagem para desenvolver o seu apito individual específico, que usa para transmitir a sua identidade", acrescenta o texto.

"Descobrimos que golfinhos machos mantêm o seu apito exclusivo de assinatura, permitindo-lhes reconhecer muitos amigos e rivais diferentes na sua rede social, algo que atualmente não é conhecido em qualquer outro animal não humano", comenta a coautora do estudo, Stephanie King, da Universidade da Austrália Ocidental, citada por orgãos de comunicação australianos.

O estudo também revelou que, como em humanos – cuja voz pode se tornar similar à de pessoas próximas –, os golfinhos-roazes também experimentam uma convergência fonética. "Convergência em sinais de identidade compartilhados ou similares foi documentada em golfinhos-roazes masculinos aliados", lê-se no estudo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.