A propósito do lançamento desta tecnologia no mercado português, na quinta-feira, Dia Mundial da Visão, falámos com Fabio Rodríguez, responsável de Desenvolvimento de Negócio da Península Ibérica da OrCam, a empresa israelita que desenvolver o produto.

Como funciona o OrCam MyEye?

Tem cerca de 40 anos e vê mal? Pode ter presbiopia
Tem cerca de 40 anos e vê mal? Pode ter presbiopia
Ver artigo

O OrCam MyEye é um dispositivo portátil de tecnologia de assistência que permite aos indíviduos cegos e amblíopes, com dificuldades visuais, de leitura ou de reconhecimento facial executar funções do dia-a-dia - convertendo esta informação em áudio.

Do tamanho de um dedo, leve (22,5 gramas), adere magneticamente às hastes dos óculos e depende de gestos simples, como apontar para a página ou o toque e deslize no dispositivo para executar as suas funções, conferindo independência aos utilizadores.

Não necessita de Wi-Fi para o funcionamento diário e está disponível em português de Portugal.

Óculos inteligentes que ajudam cegos a ler e a reconhecer rostos podem vir a ser comparticipados
créditos: Direitos Reservados

Pode ser utilizado para que atividades?

Existem duas versões do produto: a OrCam MyEye, que permite o reconhecimento facial, a leitura (em mais do que uma língua), a identificação de produtos de supermercado, de cores e de dinheiro (notas) e ver as horas, com um simples gesto de olhar para o relógio (mesmo que não se tenha relógio no pulso). Esta solução lê livros, jornais, menus, etiquetas de produto e ecrãs de computador e telemóvel. Armazena até 200 produtos de supermercado, para que se possa apenas apontar para que reconheça. Identifica cores de roupa, objetos e superfícies, apenas por apontar. Identifica em tempo real as caras, armazenando até 100 pessoas.

 De que forma é que revoluciona a visão?

Além de ser um dispositivo de auxílio visual com uma interface discreta, móvel e fácil de utilizar é o único dispositivo portátil de tecnologia de assistência que é capaz de seguir o olhar do utilizador, permitindo uma utilização mãos-livres.

Adicionalmente os dispositivos OrCam não recolhem nem armazenam dados permanentes – e os dados temporários são apenas para uso pessoal e instantâneo – o que mostra o compromisso total da OrCam para com a proteção dos dados do utilizador.

O sistema recorre a soluções avançadas de inteligência artificial e machine learning para desempenhar as suas funções principais: a tecnologia OCR (reconhecimento ótimo de caracteres) permite compreender a estrutura dos textos, captura imagens e vídeos instantaneamente para os poder analisar (que são descartados após utilização) e desempenha todas as suas funções sem necessidade de conexão à Wi-Fi.

Veja o vídeo

Tem contraindicações?

Não se conhecem casos de contraindicações do produto. No entanto existem algumas recomendações para a sua utilização: a distância de utilização deve ser entre 30 cm a 5/6 metros; a bateria dura aproximadamente 1,5 horas em uso intensivo (mais em estado suspenso); em caso de sobreaquecimento o dispositivo avisará o usuário ou desligará e o campo visual da câmara é aproximadamente um A4.

Como o dispositivo tem uma luz de presença incorporada, as condições de luz exterior e interior podem ser mitigadas, não sendo problema.

Óculos inteligentes que ajudam cegos a ler e a reconhecer rostos podem vir a ser comparticipados
créditos: Direitos Reservados

Em que mercados está disponível?

Atualmente o aparelho está disponível em 25 línguas e em 48 países. Para esta tecnologia estar disponível ao público, a empresa conta com 130 funcionários de R&D dedicados a desenvolver software, algoritmos e hardware.

Qual o preço?

O OrCam MyEye tem um custo de 4.500 euros e o OrCam MyReader um custo de 3.500 euros. Em Portugal já existe financiamento disponível para o aparelho, através do financiamento do Sistema de Atribuição de Produtos de Apoio - SAPA, do Instituto Nacional de Reabilitação (INR). Assim, o aparelho poderá ser comparticipado mediante avaliação médica caso-a-caso. O SAPA destina-se a todas as pessoas com deficiência ou incapacidade temporária que necessitam produtos de apoio ou que apresentam dificuldades específicas.

O SAPO contactou o INR para confirmar a informação relativa à comparticipação da tecnologia da OrCam por aquele organismo, mas não obteve resposta até ao momento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.