A pesquisa, que abrangeu mais de 600.000 pessoas em todo o país ao longo de um período de quatro anos, revelou um aumento da obesidade em todas as faixas etárias.

“A questão da obesidade é constante e o aparecimento de doenças crónicas continua a aumentar”, disse o vice-ministro da Comissão Nacional de Saúde, Li Bin. “Os problemas suscitados por estilos de vida pouco saudáveis são universais”, descreveu.

A proporção de pessoas com excesso de peso é menor na China do que em muitos países desenvolvidos, mas a obesidade está a aumentar rapidamente.

Em 2015, a Comissão Nacional de Saúde constatou que pouco mais de 30% dos adultos tinha excesso de peso, um aumento superior a 7%, face a 2002.

Nos Estados Unidos, mais de 70% dos adultos têm excesso de peso e mais de 40% são obesos, segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças norte-americano.

Li disse que o aumento da obesidade é sobretudo observado em pessoas que jantam fora com mais frequência e em crianças que consomem bebidas açucaradas.

Mais de 10% das crianças com menos de seis anos eram obesas ou tinham excesso de peso, enquanto 19% dos adolescentes com idades entre os seis e os 17 anos sofriam dos mesmos problemas, de acordo com inquérito.

O vice-ministro apontou que houve um aumento correspondente nos casos de diabetes, colesterol alto e pressão alta.

A pesquisa foi conduzida conjuntamente pelo Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças, o Centro Nacional para o Cancro e o Centro Nacional de Doenças Cardiovasculares da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.