"Não há provas contundentes que sustentem as dietas de redução de gordura", afirma a autora do estudo, Deirdre Tobias, da Escola de Medicina da Harvard University, citada pela agência France Presse.

Segundo o estudo desta nutricionista, publicado numa importante revista médica internacional, "atrás da habitual recomendação de reduzir a ingestão de gorduras - que contêm o dobro das calorias por grama em relação aos hidratos de carbono ou às proteínas -, está a crença de que basta reduzir a ingestão de gordura para reduzir o peso naturalmente".

Uma análise detalhada de 53 investigações com base em 68.000 casos de adultos - comparando dietas magras com as outras, entre elas a ausência de dieta - demonstra claramente o contrário quando o objetivo é a redução de peso a longo prazo.

As dietas com redução de gordura mostraram-se apenas mais eficazes quando comparadas com a ausência total de dieta. Segundo Tobias, "a ciência não sustenta as dietas com pouca gordura como a melhor estratégia de perda de peso a longo prazo".

Quantas calorias?

A investigadora sugere que para emagrecer é necessário "ver a composição dos alimentos em função dos macronutrientes, ou seja, a proporção de calorias que provêm das gorduras, dos hidratos de carbono, ou das proteínas".

Dessa forma, o que conta não é reduzir a quantidade de calorias geradas pelas gorduras, mas reduzi-las no absoluto, venham de onde vierem - da gordura, dos hidratos de carbono ou das proteínas.

"A mensagem que retenho a partir deste estudo é que o que determina a perda de peso é a quantidade de energia que se ingere, mais do que a quantidade relativa de gorduras e hidratos de carbono", comentou o nutricionista Tom Sanders, do King's College, de Londres.

"Mas é a ingestão total de gorduras e hidratos de carbono que determina a ingestão de energia", completou.

Conclusão para emagrecer: uma caloria é uma caloria. É preciso comer menos quantidades, ingerir porções mais pequenas e evitar o excesso de gordura e açúcar, especialmente em carnes, comidas fritas, pastéis e bebidas açucaradas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.