Um dos casos diz respeito a uma mulher que esteve em contacto com o primeiro caso registado e o outro é de um homem sul-africano, residente em Moçambique, disse a diretora de Saúde Pública, Rosa Marlene.

Aquela responsável falava durante uma conferência de imprensa de balanço no Ministério da Saúde em Maputo.

A mulher moçambicana tem mais de 70 anos e o homem sul-africano tem mais de 30.

"O indivíduo de nacionalidade sul-africana, residente na cidade de Maputo, retornou de uma viagem a Joanesburgo, África do Sul, em meados de março", declarou Rosa Marlene.

As infeções foram confirmadas no laboratório do Instituto Nacional de Saúde (INS) nas últimas 24 horas e as vítimas estão em quarentena domiciliar.

A diretora de Saúde Pública disse ainda que as autoridades identificaram um total de 39 pessoas que tiveram contacto com as que foram infetadas e este grupo também está em quarentena domiciliar.

"Todos estes contactos estão a ser monitorados regularmente pelas autoridades de saúde", afirmou Rosa Marlene, acrescentando que homem do primeiro caso diagnosticado, anunciado no domingo, está estável.

Na ocasião, Rosa Marlene anunciou também que está disponível um "site" na internet e que vai aglutinar a informação sobre a covid-19 em Moçambique.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 360 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.077 mortos em 63.927 casos. Segundo as autoridades italianas, 7.024 dos infetados já estão curados.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

O continente africano registou mais de 50 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 1.700 casos em 45 países e territórios, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia da covid-19.

Como lavar bem as mãos para se ver livre de vírus e outros microrganismos?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.