A partir do aparelho é possível acompanhar de perto a sua condição médica, à semelhança dos diabéticos que monitorizam os níveis de açúcar no sangue.

Ao fazerem o teste, guardam os dados na app Vivatmo para depois mostrarem ao médico, que pode então analisar os valores diários da doença. Desta forma, o tratamento é mais facilmente adaptado às necessidades de cada doente.

"Queremos aproveitar o potencial tecnológico da conectividade para contribuir de forma decisiva para a melhoria da saúde e, portanto, da qualidade de vida de milhões de pessoas", explica Volkmar Denner, presidente do conselho de administração da Bosch, empresa que desenvolveu o dispositivo.

A Bosch desenvolve e comercializa vários produtos e serviços na área da saúde.

Para além da Vivatmo, a Bosch está a desenvolver outros produtos e serviços ligados à área da saúde. Um deles é a nova app Vivatar, que atua como um companheiro virtual para as pessoas que vivem sozinhas.

Leia também15 doenças que ainda não têm cura

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.