As conclusões são de uma meta-análise conduzida por cientistas do Imperial College of London, com base em informações de 95 estudos que envolveram mais de dois milhões de pessoas.

Os resultados da investigação, publicados no International Journal of Epidemiology, mostram que se devem ingerir por dia cerca de 800 gramas de frutas e vegetais, o equivalente a 10 porções de 80 gramas cada uma, escreve a BBC.

Atualmente a Organização Mundial de Saúde recomenda a ingestão diária de 5 porções de frutas e legumes, ou seja, cerca de 400 gramas de vegetais.

Uma porção é, por exemplo, uma banana, uma maçã ou um kiwi ou ainda três colheres de legumes cozidos.

De acordo com a meta-análise supracitada, o consumo deste número de porções de vegetais promove uma redução do risco de de doenças cardíacas em 24%, de AVC em 33%, de doenças cardiovasculares em 28%, de cancro em 13% e de morte prematura em 31%.

Os cientistas concluíram ainda que na prevenção das doenças cardíacas, cardiovasculares, AVC e morte prematura os vegetais mais eficazes são as maçãs, pêras, frutas cítricas, espinafres, alface, chicória, brócolos e repolho.

O mesmo grupo avança ainda que os vegetais verdes, como os espinafres ou feijão verde, e legumes amarelados, como os pimentos e as cenouras, podem reduzir o risco de cancro.

Segundo os cientistas, os legumes e frutas "contêm muitos antioxidantes que podem reduzir o risco de lesão no ADN e levar à redução do risco de cancro", garante Dagfinn Aune, um dos autores do estudo, cita a BBC.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.