Numa interpelação sobre políticas de Saúde no plenário parlamentar, Adalberto Campos Fernandes considerou da "mais elementar justiça" rever a situação do pagamento das horas extra dos médicos que são atualmente pagas a 50 por cento.

Já na quarta-feira, na comissão parlamentar de Saúde, o ministro tinha assumido o compromisso de alterar o valor de pagamento das horas extra.

Hoje, questionado pelos deputados, manteve o mesmo compromisso, mas frisou que não se havia comprometido com o pagamento a 100 por cento e continuou sem indicar qualquer valor.

Leia também: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Saiba ainda: 12 sintomas que nunca deve ignorar

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.