"Queremos, no dia de hoje, agradecer muito ao governo dos Estados Unidos, especialmente ao presidente Trump, porque (...) tomou conta do assunto", disse Ebrard durante a conferência matinal do presidente Andrés Manuel López Obrador.

"E, como diz o ditado, é na adversidade que se sabe quem são os seus amigos. E, no dia de hoje (...), está a chegar o avião, como tinha sido prometido", acrescentou o alto funcionário do Governo mexicano.

Ebrard lembrou que o presidente Trump combinou com López Obrador dar "apoio e acesso" para que o México pudesse adquirir os ventiladores.

Com valores entre 16.000 e 24.000 dólares, os 211 ventiladores incluem quatro modelos e devem entrar em funcionamento nos próximos dias. Foram comprados diretamente à marca Hamilton, que os fabrica na Suíça.

Já López Obrador, que anunciou no mês passado a sua intenção de se reunir com Trump em junho ou julho, reiterou que o encontro servirá para expressar a sua solidariedade para com o povo americano, agradecer "pelo apoio que recebemos para enfrentar a pandemia" e celebrar a entrada em vigor do USMCA - o renovado acordo comercial destes dois países juntamente com o Canadá, previsto para se concretizar a 1o de julho.

O presidente mexicano também considera a possibilidade de visitar a China, a convite de Xi Jinping, com o mesmo objetivo: agradecer-lhe pelo apoio ao seu país no combate à pandemia da COVID-19.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.