O estudo científico "Os padrões de atividade física da população espanhola são determinados principalmente pelo género e idade: resultados obtidos do estudo científico ANIBES", coordenado pela Fundação Espanhola de Nutrição (FEN), juntamente com um comité científico de especialistas,  foi recentemente publicado na revista científica PLOS ONE.

Esta investigação, conduzida por Marcela González Gross, diretora do grupo científico ImFINE e professora da Faculdade de Ciências da Atividade Física e do Desporto da Universidade Politécnica de Madrid, centrou-se na descrição da atividade física para determinar os padrões da mesma na população que participou no estudo científico ANIBES sobre a avaliação de dados antropométricos, ingestão de macronutrientes e micronutrientes, assim como o nível de atividade física e dados socioeconómicos da população.

Mais de metade das crianças e adolescentes não cumpre recomendações de atividade física
créditos: DR

As mudanças no estilo de vida que ocorreram nos últimos anos na população europeia da área mediterrânica ajudaram também nas alterações das atividades de lazer, o que levou a uma redução significativa da atividade física.

Neste sentido, os resultados do estudo científico ANIBES indicam que o género e idade são os fatores que mais influenciam os padrões de atividade física, embora haja outros aspetos como a localização geográfica, o tamanho da população de residência ou o nível de estudos que também influenciam esses padrões, embora numa média menor.

Para Marcela González-Gross, professora de Nutrição Desportiva e Fisiologia do Exercício da Universidade Politécnica de Madrid, "vimos que, em média, a população ANIBES tem taxas de atividade física intensa e/ou moderada acima das recomendações internacionais, apesar de uma elevada proporção da amostra não cumprir as mesmas. Na verdade, 55,4% das crianças e adolescentes (9-17 anos) e 27% dos adultos e idosos (18-75 anos) que participam no estudo científico ANIBES não cumpre nenhuma das recomendações de atividade física".

420 minutos semanais de atividade física

"As recomendações internacionais indicam que os jovens com idade entre os 5 e os 17 anos devem fazer pelo menos 60 minutos diários de atividade física de moderada a intensa, o equivalente a 420 minutos por semana", lembra Marcela González-Gross, que por sua vez sugere que "mais da metade dos participantes do estudo científico ANIBES entre 9 e 17 não cumpre esta recomendação (55,4%), valor que sobe para 73,3% quando falamos de população feminina nessa faixa etária. No que se refere jovens rapazes, a percentagem de incumprimento é de 44,5%".

Marcela González-Gross indica que "no que diz respeito ao grupo dos adultos e idosos (18-75 anos), as recomendações sugerem a concretização de pelo menos 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos de atividade física intensa por semana. Neste sentido, 27% deste grupo de população do estudo científico ANIBES não segue nenhuma das recomendações. Se nos referimos exclusivamente à atividade física moderada, a percentagem de incumprimento aumenta para 36,2%, chegando aos 65,4% quando se trata atividade física única intensa."

Mais de metade das crianças e adolescentes não cumpre recomendações de atividade física
créditos: DR

Além disso, conclui: "no que respeita à população masculina nesta faixa etária, 56,2% não chega a realizar nem mesmo 75 minutos de atividade física intensa por semana, e 45,6% não cumpre a recomendação dos 150 minutos de atividade física moderada por semana. E, 31,1% não satisfaz nenhuma dessas recomendações."

Por outro lado, para os autores desta publicação científica: "74% das mulheres entre os 18 e os 75 anos não pratica 75 minutos de atividade física intensa por semana, e 27,5% não cumpre as recomendações de atividade física moderada. A isto acrescenta-se que 23,2% da população feminina não põe em prática nenhuma destas recomendações".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.