Faz amanhã, terça-feira, um mês que os dois medicamentos inovadores - o sofosbuvir e o ledispavir dos laboratórios Gilead -, com taxas de cura de 95%, passaram a ser comparticipados na totalidade pelo Estado e a estarem disponíveis nos hospitais portugueses.

De acordo com o jornal Diário de Notícias, 1133 doentes com hepatite C já receberam os remédios inovadores, o que perfaz uma média de 49 pessoas por dia.

Luís Figueiredo, de 46 anos, é um dos doentes que já recebeu o tratamento e apesar dos pequenos efeitos secundários, como a irritabilidade, sente que a sua vida já mudou.

"Havia um desespero de estar à espera do dia de ter os comprimidos na mão. Senti o peso do mundo a sair-me de cima. A vida já mudou. Dia 18 vou fazer a primeira análise de controlo. Sinto que funciona, pois sinto-me bem. Espero que a carga viral esteja negativa, que foi coisa que nunca consegui com os dois tratamentos que fiz anteriormente", garantiu, cita o referido jornal.

Desde o início do ano que o Infarmed autorizou mais de 1400 tratamentos para esta doença nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

Os hospitais passaram entretanto a dar autorização direta aos pedidos feitos pelos médicos, o que está a acelerar o processo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.