O Ministério Público solicitou um exame psiquiátrico ao jovem, que foi rapidamente detido. De acordo com um comunicado, as conclusões indicam "uma falta de discernimento".

O homem foi internado num centro psiquiátrico de Lyon, onde aconteceu o arremesso do ovo durante a visita de Macron ao Salão Internacional de Restauração, Hotelaria e Alimentação (SIRHA).

O ovo atingiu as costas do presidente francês, embora sem chegar a partir-se. O autor do "disparo" foi retirado do local e algemado numa outra sala.

"Se tem algo para me dizer, que venha", afirmou o chefe de Estado, de 43 anos, pedindo que o homem fosse levado até ele.

"Vou vê-lo mais tarde. Vão buscá-lo", acrescentou.

A 8 de junho, Macron apanhou uma bofetada no rosto dada por um popular durante uma visita a uma localidade no sul de Lyon.

O homem, desempregado e que contava com benefícios sociais, foi julgado dois dias depois e condenado a quatro meses de prisão. Foi solto a 21 de setembro.

Na campanha para a Presidência em 2017, Macron recebeu um ovo na cabeça durante uma visita ao Salão de Agricultura em Paris. Macron ainda não confirmou se disputará a reeleição em abril de 2022.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.