O caso, divulgado na quinta-feira no Jornal da Noite da SIC e hoje manchete do Jornal de Notícias (JN), refere-se a uma doente oncológica que deu entrada na urgência do Hospital de Cascais a 24 de janeiro.

A doente ficou no Serviço de Observações da Urgência e acabou por ser transferida no dia seguinte para o hospital de Abrantes.

Segundo a SIC, “terá sido o presidente do INEM que nesse dia se apresentou no hospital como médico assistente a dar conta da assistência da vaga em Abrantes” e terá sido igualmente Paulo Campos a acionar o helicóptero de emergência médica.

O JN cita o presidente do conselho de administração do Hospital de Cascais a garantir que esta instituição “não contactou o INEM nem solicitou qualquer transporte”.

Fonte do gabinete do ministro da Saúde disse à Lusa que a IGAS já tem em curso um processo de averiguações a esta situação e que Paulo Macedo tirará das conclusões desta investigação as devidas ilações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.