No Hospital Garcia de Orta, em Almada, os doentes infetados com bactérias multirresistentes ficam nos mesmos quartos que outros doentes, inclusive recém-submetidos a cirurgias. De acordo com o Jornal i, há infetados com bactérias mortais, como a E-coli e a Klebsiela, separados dos outros doentes apenas por uma cortina.

O hospital garante que cumpre as normas de prevenção e controlo da infeção, embora visitas e médicos entrem e saiam sem dos respetivos quartos sem o devido equipamento.

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, já se pronunciou sobre o caso.

Ao referido jornal diário, considerou tratar-se de uma situação "inaceitável", que tem de ser devidamente esclarecida pelo hospital.

Este ano já morreram seis pessoas com a bactéria multirresistente Klebsiela pneumoniae em unidades hospitalares de Gaia e Coimbra.

Leia tambémAs frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Saiba maisOs 12 vírus mais perigosos do mundo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.