A administração do Centro Hospitalar Leiria-Pombal (CHL-P) admitiu hoje a existência de 4.000 doentes a aguardarem por uma consulta para a especialidade de otorrinolaringologia, dispondo apenas de um médico no quadro.

"Estamos a providenciar a contratação de mais especialistas, o que se prevê concretizar a curto prazo, para melhorar a resposta às consultas externas", salienta a administração numa nota enviada à agência Lusa, acrescentando que, além do único clínico do quadro, o CHL-P conta "com a colaboração de alguns médicos em prestação de serviços, com duração limitada".

Neste momento estão a ser chamados doentes cuja consulta foi solicitada em 2009.

"Reconhece-se alguma dificuldade" de resposta nesta área de especialidade, mas o CHL-P sublinha que todos os pedidos estão a ser alvo de triagem por um médico especialista, "de modo a marcar e consultar todos os doentes prioritários de forma preferencial".

A administração daquele estabelecimento hospitalar lembra que a aposta do Hospital de Santo André, em Leiria, agora integrado no CHL-P, ao nível do serviço ambulatório teve como consequência um aumento de 41,5 por cento no afluxo de doentes às consultas externas.

É "uma tendência que iremos manter, com a consequente redução das listas de espera para a consulta", asseguram os responsáveis pelo CHL-P.

Apesar de não avançarem números, asseguram que "em termos cirúrgicos a lista de espera é insignificante".

11 de janeiro de 2012

@Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.