O homem chegou ao hospital com dores intensas e praticamente cego do olho esquerdo, segundo o caso clínico publicado no "British Medical Journal".

O homem foi anestesiado e enviado para o bloco operatório. Lá, a equipa de médicos descolou cirurgicamente as pálpebras e removeu o excesso de cola do olho.

Estas são as 10 formas mais embaraçosas de ir parar a um hospital
Estas são as 10 formas mais embaraçosas de ir parar a um hospital
Ver artigo

O caso clínico remonta a 2010 mas só agora foi publicado. Desde a década de 1980, houve registo de 15 mil casos semelhantes em todo o mundo, 36 dos quais no Reino Unido

Os médicos consideram que o caso "funciona como mais uma prova dos problemas contínuos de lesões oculares provocados por super-colas "e alertam para a necessidade de adicionar rótulos de segurança" neste tipo de embalagens.

Alerta

"A aplicação inadvertida de cianoacrilato, ou super-cola, na zona ocular tem sido reportada com frequência desde que a cola mudou de embalagem", lê-se no estudo.

"Este estudo pretende servir de alerta para o problema contínuo e para lembrar aos profissionais de saúde para reportarem estes casos aos fabricantes e organismos reguladores, para que sejam introduzidos mecanismos de segurança nestas embalagens de químicos nocivos, para bem e segurança de todos", conclui.

O homem manteve complicações na vista durante pelo menos duas semanas mas com a ajuda de gotas e fármacos recuperou quase totalmente a visão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.