Em entrevista à agência de notícias Associated Press (AP), Guterres disse que “os riscos são enormes e é preciso que o mundo esteja preparado”.

O líder das Nações Unidas lembrou que a disseminação do vírus em países com “serviços de saúde com menos capacidade” exigiria muita solidariedade internacional. 

Recomendações da DGS

A DGS acompanha a situação da expansão do novo coronavírus e recomenda:

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
  • Evitar o contacto próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas; evitar o contacto próximo com quem tem febre ou tosse;
  • Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes, com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;
  • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir;
  • Evitar o contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;
  • Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);
  • Evitar o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;
  • Seguir as recomendações das autoridades de saúde do país onde se encontra.

O Egito anunciou recentemente o primeiro caso confirmado do vírus, aumentando o medo da propagação da epidemia no continente africano.

O surto da doença, a que a Organização Mundial de Saúde chamou Covid-19, já infetou mais de 73.000 pessoas em todo o mundo, sendo que, só hoje, a China registou 1.886 novos casos e mais 98 mortes.

Desta forma, o número de mortes na China continental causadas pelo coronavírus cresce para 1.868 enquanto o número total de casos confirmados sobe para 72.436.

As viagens de e para a região central da China, a mais atingida pela epidemia, foram consideradas como a razão dos casos iniciais de Covid-19 confirmados no estrangeiro.

Entretanto, o Japão, Singapura e a Coreia do Sul identificaram novos casos que não têm ligações claras à China ou a doentes já conhecidos.

O secretário-geral da ONU está no Paquistão, numa visita que inclui a participação numa conferência sobre 40 anos de refugiados do Afeganistão, devastado pela guerra.

Veja em baixo o mapa interativo com os casos de coronavírus confirmados até agora

Se não conseguir ver o mapa desenvolvido pela Universidade Johns Hopkins, siga para este link.

Todos os países com casos para além da China

- Outros países na Ásia

Japão: 65 casos, incluindo a morte de uma mulher, e pelo menos 454 em quarentena a bordo do cruzeiro "Diamond Princess".

Singapura: 77 casos

Tailândia: 35 casos

Coreia do Sul: 30 casos

Malásia: 22 casos

Taiwan: 20, incluíndo um morto

Vietname: 16 casos

Filipinas: 3 casos, entre eles uma vítima fatal, um chinês originário de Wuhan, que foi a primeira morte fora da China.

Índia: 3 casos

Camboja: 1 caso

Nepal: 1 caso

Sri Lanka: 1 caso

- Oceania

Austrália: 15 casos

Coronavírus (COVID-19): É seguro encomendar produtos da China? DGS responde a 10 perguntas
Coronavírus (COVID-19): É seguro encomendar produtos da China? DGS responde a 10 perguntas
Ver artigo

- América do Norte

Canadá: 8 casos

Estados Unidos: 29 casos. Um cidadão americano morreu vítima do novo coronavírus na China.

- Europa

Alemanha: 16 casos

França: 12 casos, incluindo uma morte, a primeira na Europa

Reino Unido: 9 casos, oito já receberam alta

Itália: 3 casos

Espanha: 2 casos, já recuperados e com alta

Rússia: 2 casos, já recuperados e com alta

Bélgica: 1 caso

Finlândia: 1 caso

Suécia: 1 caso

- Médio Oriente

Emirados Árabes Unidos: 9 casos

- África

Egito: 1 caso diagnosticado em 14 de fevereiro, o primeiro do continente africano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.