De acordo com o boletim de vigilância epidemiológica da gripe relativo ao período entre 02 a 08 de maio (semana 18), a taxa de incidência de infeção respiratória aguda (IRA) acompanhou a subida e passou igualmente para 34,6 por 100.000 habitantes (8,0 na semana anterior).

Segundo o INSA, foram reportados na semana em análise dois casos de gripe (Influenza A) pelas 17 Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Um dos doentes tinha entre 75-84 anos e o outro entre 35-44 anos. Um dos casos apresentava comorbilidades e estava vacinado contra a gripe sazonal.

Desde o início da época, foram reportados 28 casos de gripe pelas UCI que colaboram na vigilância, todos por vírus Influenza A.

Quanto às enfermarias que comunicaram informação, foram reportados 19 casos de gripe e em todos os casos foi identificado o vírus Influenza A.

Na época 2021/2022, os laboratórios da Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe (Hospitais) notificaram 102.350 casos de infeção respiratória e foram identificados 6.599 casos de gripe.

Na semana entre 02 e 08 de maio, foram identificados 357 casos positivos para o vírus da gripe, dos quais 356 do tipo A e 1 do tipo B, adianta o boletim.

Até ao momento, foram detetados 141 casos de co-infeção pelo vírus da gripe e SARSCoV-2.

No boletim, o INSA diz ainda que desde o início da época 2021/2022 foram identificados outros agentes respiratórios em 5.335 casos. Na semana 18/2022, foram detetados 172 casos.

No total, até à semana 18 (02 a 08 maio) foram caracterizados 204 vírus da gripe, todos com características antigénicas que se distinguem do vírus contemplado na vacina contra a gripe da época 2021/2022.

A vacinação contra a gripe arrancou em Portugal no final de setembro, mais cedo do que o habitual devido à pandemia de covid-19, e foram vacinadas mais de 2,5 milhões de pessoas.

O boletim do INSA refere ainda que a mortalidade por todas as causas está “dentro do esperado para esta época do ano”.

Sobre a situação europeia, o INSA refere que na semana 17 (25 abril a 01 maio) vários países da parte central e ocidental da região europa apresentaram uma taxa de deteção laboratorial do vírus da gripe acima de 30%: Finlândia (80%), Holanda (60%), Polónia (50%), Sérvia (38%) e França (33%).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.