"A revisão do modelo de governação dos referidos subsistemas tem como objetivo promover ou reforçar a sua gestão articulada, aprofundando sinergias e otimizando recursos", veiculou o comunicado do Conselho de Ministros.

Estas sinergias e otimizações de recursos verificam-se nomeadamente "no âmbito da contratação de fornecimentos e serviços, sem que daí advenha a perda de identidade e das características específicas de cada um dos subsistemas", refere o comunicado.

O Conselho de Ministros autorizou ainda a despesa pela Força Aérea de compra de combustíveis de aviação, para este ano.

No comunicado refere-se que "a despesa máxima autorizada é de cerca de 14,6 milhões de euros, com recurso ao acordo quadro celebrado para o fornecimento de combustíveis operacionais, nos termos do código dos contratos públicos".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.