A luz atravessa as pálpebras que enviam informação ao cérebro para reajustar o relógio biológico, defendem investigadores da Universidade de Stanford.

O teste foi feito em 39 voluntários e concluiu que o método consegue mudar o horário biológico do ser humano em duas horas e adaptá-lo a um novo fuso horário.

De acordo com os investigadores, foi apenas necessário uma hora de terapia de flash para atingir este efeito, escreve a BBC.

O corpo humano adota ritmos circadianos que são difíceis de alterar. Em viagens para regiões com fusos horários diferentes - sobretudo quando se viaja em direção ao Leste - os horários biológicos demoram a ser reprogramados pelo organismo.

O jet lag pode deixar quem viaja cansado, irritado, desorientado e sonolento durante vários dias.

Algumas pessoas optam por tomar comprimidos de melatonina, que imita os efeitos de uma das hormona que regula os ciclos de sono.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.