Vários peritos nacionais e estrangeiros vão debater o impacto da crise económica na saúde mental e modelos de promoção da saúde mental no local de trabalho, no contexto de desemprego e de emprego temporário.

Estima-se que, em 2030, a depressão – problema de saúde mental mais frequente - seja a principal causa de incapacidade laboral em todo o mundo. Os custos anuais da doença na União Europeia atingem uma média de 92 mil milhões de euros. Estes custos indiretos devem-se, sobretudo, a reformas antecipadas, tempo de trabalho perdido e baixas médicas.

“Emprego Saudável” é o nome do projeto, financiado pelas EEA Grants, através do Programa Iniciativas de Saúde Pública, a decorrer no Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pública (IMP&SP) da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), com o apoio técnico-científico do Instituto de Saúde Ambiental desta Faculdade (ISAMB/FMUL).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.